Sustentabilidade

Papo responsável

Crédito: Divulgação

Pedro Vilela, CEO da Rise Venture. (Crédito: Divulgação)

Criada em 2016, a gestora de investimento de impacto positivo e retorno financeiro Rise Venture está captando fundo de até R$ 300 milhões para investir em empresas que contribuam para a preservação ambiental, desenvolvimento social, bem estar e autocuidado das pessoas., como conta o CEO, Pedro Vilela.

Estratégia
Investimos em empresas que sejam muito caras para investidores anjos e muito pequenas para os private equities. São elegíveis companhias de impacto positivo que faturem de R$ 10 milhões a R$ 50 milhões por ano, com produtos e serviços da economia real, consumo recorrente e essencial.

Investidas
Hoje temos três investidas no portfólio que atuam com comida vegana, energia solar
e gestão de resíduos tóxicos industriais. Queremos chegar a dez investidas, em cinco anos.

Potencial
Existem várias frentes para confirmar que o potencial desse mercado é imenso. O primeiro é a capacidade de o ecossistema florescer muito porque muitas empresas são pequenas com possibilidade de grande crescimento. O segundo, é que o ESG não é modismo, é um novo critério de alocação de dinheiro.

Futuro
As empresas que não entrarem em conformidade serão penalizadas com aumento do custo de capital e redução do valor de mercado, por exemplo.

(Nota publicada na edição 1213 da Revista Dinheiro)