Sustentabilidade

Papo responsável

Crédito: Divulgação

Desde 2019, a Unipar, empresa líder na produção de cloro, soda cáustica e PVC na América do Sul, adotou a ideia de capitalismo de stakeholders para nortear sua estratégia ESG. Mauricio Russomanno, CEO da empresa, falou à coluna:

Visão ESG
“Em 2019, durante uma profunda discussão da nossa estratégia, entendemos que a empresa só teria sucesso se os nossos stakeholders tivessem sucesso. Ali definimos clientes, fornecedores, sociedade, colaboradores e investidores como os grupos para os quais queremos gerar valor porque acreditamos que só assim seremos uma empresa mais saudável e perene”

Transição energética
“Uma das grandes decisões foi mudar a matriz energética da empresa. Em dois anos, assinamos contrato para a construção de dois parques eólicos e um solar para a produção de mais de 480 megawatts de produção, o que nos permitirá ter 80% do nosso consumo vindo de base em energia limpa em 2024”

Projetos sociais
“Nós investimos R$ 7 milhões ano passado em projetos sociais. Neste ano, aumentamos a verba para R$ 11 milhões. Somando os dois anos, vamos impactar cerca de 850 mil pessoas, de crianças a idosos, em quatro áreas: cultura, educação, ação social e esporte”

saneamento no Brasil
“Hoje 50% da população não têm esgoto e 34 milhões de pessoas não têm acesso à água potável. Como uma das maiores economias do mundo é inconcebível que a gente esteja tão atrasado em um tema tão importante. O Marco do Saneamento, neste cenário, é de um avanço imenso ao estipular como meta que 99% das pessoas tenham acesso à água potável e 90% a esgoto”

(Nota publicada na edição 1267 da Revista Dinheiro)