Sustentabilidade

Papo responsável

Crédito: Divulgação

Mathias Steiner pesquisador da IBM. (Crédito: Divulgação)

Usando técnicas de modelagem alimentadas por nuvem e Inteligência Ambiental, os pesquisadores da IBM estão aprimorando a precisão e a captura de carbono em reservatórios geológicos. Para falar sobre as descobertas da IBM, o pesquisador da empresa Mathias Steiner falou com a DINHEIRO.

Tecnologia e Carbono
“Estamos desenvolvendo e testando Inteligência Artificial em diferentes áreas de aplicação. Queremos gerar materiais melhores para a captura e armazenamento de carbono; reduzir a pegada de carbono da computação em nuvem e das cadeias de suprimentos; bem como melhorar os modelos de impacto climático.”

Resultados
“Todas essas áreas de pesquisa têm potencial de impacto em escala no mundo real. Recentemente, no encontro anual da American Physical Society, apresentamos nossos resultados na descoberta de melhores membranas de separação de gases de combustão. Usamos IA e dinâmica molecular computacional em simulações de escoamento de CO2 em rochas digitais e na triagem computacional de materiais nanoporosos para absorção do gás.”

Benefícios
“A descoberta acelerada nos ajudará a desenvolver materiais e métodos que operam a um custo mais baixo e com maior eficiência na separação, conversão e armazenamento de CO2.”

(Nota publicada na edição 1217 da Revista Dinheiro)