Economia

Pandemia reduziu vendas ou serviços em 50,7% das empresas na 2ª quinzena de junho

A pandemia do novo coronavírus provocou uma queda nas vendas ou serviços comercializados em 50,7% das empresas em funcionamento no País na segunda quinzena de junho. Os dados são da Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas, que integram as Estatísticas Experimentais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por outro lado, 21,4% das empresas em atividades afirmaram que a covid-19 aumentou as vendas, outras 27,6% disseram que o efeito negativo sobre as vendas foi pequeno ou inexistente.

A queda nas vendas foi mais sentida entre as pequenas empresas, alcançando 51,0% das companhias desse porte. Entre as empresas intermediárias, 39,1% relataram perdas, enquanto 32,8% das companhias de grande porte registraram essa queixa. Entre as grandes empresas, 41,2% relataram efeito pequeno ou inexistente sobre as vendas de produtos e serviços em função da pandemia.

A percepção de redução nas vendas foi sinalizada por 54,7% das empresas do setor de Serviços; 51,3% das companhias da Construção; 48% do Comércio; e 44,7% de Indústria.

O porcentual de empresas com redução nas vendas foi de 66,2% no segmento de Serviços prestados às famílias e também no de Comércio de veículos, peças e motocicletas, enquanto nos Outros serviços alcançou 69,8% das companhias.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?