Economia

Palestinos pedem que Sudão entregue ativos confiscados

Por Nidal al-Mughrabi

GAZA (Reuters) – A Autoridade Palestina pediu neste sábado que o governo do Sudão entregue ativos que havia confiscado, como parte de uma investida contra operações sediadas no Sudão para financiar o grupo militante palestino Hamas.

O Sudão era um aliado de longa data do Hamas sob o governo do ex-presidente Omar al-Bashir, mas, desde que ele foi deposto em 2019, as autoridades sudanesas têm assumido o controle de investimentos e empresas que, segundo eles, canalizaram fundos ao grupo islâmico por anos.

“Esperamos que o Estado do #Sudão, que sempre foi um apoiador (povo e governo) da #Palestina, entregue os fundos móveis e imóveis que foram confiscados ao Estado da Palestina e seu Governo”, disse Hussein Al-Sheikh, autoridade sênior palestina próxima ao presidente Mahmoud Abbas, pelo Twitter.



O Hamas – rival do Abbas – disse na sexta-feira que não tinha ligação com empresas e indivíduos visados pela operação do Sudão, dizendo que os ativos confiscados pertenciam a investidores e negócios palestinos.

(Por Nidal Almughrabi, Reportagem adicional de Ali Sawafta em Ramallah e Nafisa Eltahir no Cairo)

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km