Economia

País ainda efeitos da recessão, mas começa a crescer, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ressaltou nesta terça-feira, 7, que o Brasil tem voltado à normalidade, não só no ambiente político, mas também na economia, destacando que até mesmo a população, e não apenas os agentes do mercado financeiro, tem percebido a melhora econômica e tem reagido a isso com aumento da confiança.

Meirelles disse que o País ainda sente os efeitos da recessão, como resultado de políticas do governo anterior, mas destacou que a economia brasileira já começa a crescer. “Isso (a retomada) é resultado de medidas que mudam o horizonte de crescimento e de medidas que buscam assegurar que de, fato, o País saia da crise e venha a crescer a taxas mais elevadas”, afirmou.

O ministro disse nesta terça que “a retomada da economia, no fim do ano passado, de fato, não foi tão rápida”, em referência ao resultado do PIB no quarto trimestre, que mostrou queda em relação ao terceiro trimestre e na comparação com o quarto trimestre de 2015. Afirmou, no entanto, que até mesmo o mercado de trabalho, que ainda apresenta resultados piores a cada mês, “já reverteu a tendência”.

Meirelles destacou também, como sinal de retomada da economia, que a confiança da indústria voltou a subir em maio do ano passado, ao perceber que haveria uma troca de governo, e, apesar de uma interrupção do aumento da confiança em agosto e setembro, subiu “fortemente” em janeiro de 2017, o que, segundo ele, reflete o avanço da confiança do consumidor e de outros setores.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel