Negócios

PagSeguro anuncia oferta secundária de ações; UOL continuará como controladora

Controladora da PagSeguro colocará no mercado 16.750.000 ações da empresa de meios de pagamentos, mas continuará com maioria de votos

Crédito: Divulgação

Com a movimentação, a PagSeguro mostra que está empenhada na "guerra das maquininhas" com a Stone (Crédito: Divulgação)

A PagSeguro anunciou nesta terça-feira (15) que entrou com pedido na Securities and Exchange Commission (SEC, similar a CVM no Brasil) para lançar uma oferta secundária de ações de classe A, oriundas de sua controladora, a Universo Online (UOL). No total, o portal de notícias irá colocar no mercado 16.750.000 ações, que considerando o fechamento de segunda-feira (14) em US$ 46,29, deve gerar para a companhia de meios de pagamentos cerca de US$ 775 milhões.

A oferta ainda inclui o lançamento de 2.512.500 novas ações no mercado que serão oferecidas a subscritores que terão prazo de até 30 dias para a compra. Os papeis serão comercializados pelo preço da oferta menos o desconto da subscrição. O lote adicional pode fazer com que o total arrecadado pelo PagSeguro com a oferta secundária chegue a US$ 892 milhões.

Após a oferta, a PagSeguro Digital terá um total de 328.828.656 ações emitidas e em circulação, das quais 179.957.795 serão ações ordinárias classe A, representando um free float de 54,7%. O número pode indicar que o UOL perdeu o controle da empresa, porém as ações da controladora são de classe B, que tem direito a 10 votos por ação. “Dada a taxa de votação de dez para um, o UOL ainda controlará a empresa, apesar de ter 45,38% do total de ações da companhia (ou 44,61%, se a participação adicional for vendida)”, destacou relatório do Itaú BBA. Todos os papeis classe B da UOL que entrarão no mercado durante a oferta secundária se tornarão classe A quando trocaram de administrador.

A notícia não caiu bem no mercado, que viu os papeis de PagSeguro e suas principais concorrentes abrirem o dia em queda. A própria empresa da família Frias opera em queda de 12% cotada a US$ 40,57. Já sua companheira na bolsa de Nova York, a Stone tem a terça-feira em queda de 2,74% cotada a US$ 34,03. Listada no Brasil, a Cielo também está em baixa de 2,06% cotada a R$ 7,62. Todos os valores foram aferidos as 13:42h.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel