Giro

Um em cada oito pacientes tiveram sintomas de Covid longa, aponta estudo

Crédito: prostooleh/freepik

Para analisar, o estudo contou com uma abordagem que comparava pacientes com Covid longa e população não infectada (Crédito: prostooleh/freepik) (Crédito: prostooleh/freepik)



Um em cada oito adultos que tiveram Covid-19 apresenta sintomas de longa duração. A informação foi divulgada em um estudo publicado na revista científica “The Lancet” nesta quinta-feira (4).

Para analisar, o estudo contou com uma abordagem que comparava pacientes com “Covid longa”, aquela em que os sintomas demoram a passar, e população não infectada. Esse é um dos primeiros estudos a usarem esse tipo de comparação. Para os especialistas, a inclusão do público não infectado possibilita uma previsão mais assertiva da prevalência de sintomas de Covid-19 a longo prazo, além de melhor identificação dos principais sintomas relacionados.

Covid-19: Proteção da 2º dose diminui significativamente contra a Ômicron após seis meses

Os sintomas analisados foram as características mais frequentes em pacientes com Covid longa, como problemas respiratórios, dores musculares, dor no peito, fadiga e perda de olfato ou paladar que tenham sido pré-existentes ao diagnóstico e ou até em pessoas que não foram diagnosticadas.




“Esse método nos permite levar em consideração sintomas pré-existentes e manifestações em pessoas não infectadas para oferecer uma definição de trabalho aprimorada para Covid longa e fornecer uma estimativa confiável de quanto tempo a doença provavelmente vai durar na população em geral”, explica Judith Rosmalen da Universidade de Groningen, na Holanda, principal autora do estudo, em nota.

Para realizar a pesquisa, mais de 76.400 adultos na Holanda preencheram um questionário online sobre 23 sintomas típicos de Covid prolongada entre março de 2020 e agosto de 2021, sendo que cada participante respondeu ao questionário 24 vezes.

Conclusões

Com mais de 4.200 pessoas infectadas pela Covid-19, o que representa 5,5% dos respondentes ao questionário, mais de 21% tiveram pelo menos um sintoma aumentado com maior gravidade após três ou mais semanas da infecção. Porém, 8,7% das pessoas que não contraíram a doença também apontaram a mesma situação. Sendo assim, pesquisadores acreditam que 12,7% dos pacientes infectados, ou seja, quase um em cada oito, sofreram com sintomas de longo prazo.


Aranka Ballering, também da Universidade Holandesa de Groningen, diz que “ao observar os sintomas em um grupo controle não infectado e em indivíduos antes e após a infecção por SARS-CoV-2, conseguimos explicar sintomas que podem ter sido resultado de aspectos de saúde de doenças não infecciosas da pandemia, como o estresse causado por restrições e incertezas”.

Apesar dos dados interessantes, os autores reconhecem que ainda há limitações no estudo, como o fato de apenas analisar pacientes infectados com a variante Alfa ou cepas anteriores, excluindo casos da variante Delta ou Ômicron. Além disso, o estudo é baseado na população de uma região específica da Holanda, sem muitas variações étnicas.

Contudo, pesquisadores do Instituto de Saúde Pulmonar, da Universidade de Leicester, no Reino Unido, que não estavam envolvidos com o estudo, apontam a pesquisa como um grande avanço.

“A pesquisa inclui um grupo não infectado correspondente e leva em conta os sintomas antes da infecção. O padrão de sintomatologia observado por Ballering e colegas foi semelhante a relatos anteriores com fadiga e falta de ar entre os sintomas mais comuns, mas curiosamente outros sintomas, como dor no peito, foram mais característicos daqueles com Covid longa versus controles não infectados”, afirmaram Christopher Brightling e Rachael Evans.






Tópicos

Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido Agência Nacional de Vigilância Sanitária ainda tenho sintomas covid Akiko Iwasaki alfa alterações na pele Alucinações visuais aumento casos varíola dos macacos no mundo Bissexuais brasil registra morte por varíola dos macacos brasil trata varíola dos macacos como surto casos da varíola dos macacos casos de varíola dos macacos casos de varíola dos macacos seguem em alta no mundo casos varíola dos macacos 978 Brasil casos varíola dos macacos Brasil casos varíola dos macacos no Brasil casos varíola dos macacos no mundo casos varíola macacos Claire Steves combate surto varíola dos macacos como erradicar varíola dos macacos? como identificar covid longa como saber se tenho covid longa como se trata varíola dos macacos como tratar covid longa? como tratar varíola dos macacos comunidade LGBTQIA+ maior risco varíola dos macacos contrair varíola dos macacos contato secreções animais coronavírus covid covid afeta o sexo? covid Capacidade cognitiva covid cérebro estudos covid danos permanentes à saúde covid long brasil covid longa covid longa é grave covid longa o que é covid longa tratamento covid mal-estar de longo prazo? covid sequelas cérebro covid sequelas permanentes covid sintomas longos covid sintomas permanentes covid sintomas permanentes cérebro Covid-19 envelhecimento crescimento de 65% nas notificações crianças grupo vulnerável varíola macacos cuidados com grupos vulneráveis dados covid brasil dados covid longa dados da OMS danos no pulmão Delta Departamento de Genética e Epidemiologia Disfunção cognitiva covid Disfunção sexual covid disseminação varíola dos macacos no país disseminação varíola macacos doença autoimune covid doença conhecida como monkeypox doença pode ter subnotificação dor de cabeça dor de garganta é sintoma de covid dores musculares dores nas costas dores no peito eficacia das vacinas covid emergência varíola dos macacos epidemias globais erradicação da varíola dos macacos erradicação varíola dos macacos estudo britânico saúde cérebro estudo covid longa falta de ar grave formas graves da doença king's college King’s College de Londres Londres medrxiv nariz entupido é sintoma de covid névoa cerebral covid o que causa covid longa? o que é covid longa? o que é doença autoimune? OMS emergência de saúde pública OMS emergência saúde pública OMS emergência saúde varíola dos macacos OMS não vê emergência Varíola dos Macacos OMS Organização Mundial da Saúde OMS risco saúde global OMS tenta conter varíola dos macacos palpitações no coração Perda de cognição covid Perda de eficiência no trabalho covid perda de memória covid pesquisa covid longa pode tomar a vacina do covid gripada? porque ainda sinto sintomas da covid? prevalência covid longa Quais as sequelas da covid? Quais os sintomas da covid longa? quais os sintomas mais longos que a covid deixa? quando toma vacina da covid pode beber quanto tempo dura covid longa quanto tempo dura os sintomas da covid quanto tempo sintomas covid quem pode ter covid longa quem toma vacina da covid pode beber Reino Unido sequelas covid-19 neurônios sequelas do covid sequelas pos covid sintomas comuns covid longa sintomas covid longa sintomas de covid sintomas de covid quanto tempo tosse contínua transmissão do vírus grupos