Política

Pacheco: Presidência do Senado ainda definirá data de instalação da CPI da Covid

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que ainda definirá a data de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, mas garantiu que vai viabilizar o funcionamento da investigação, após o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmar a determinação para início dos trabalhos.

“Daremos todos os instrumentos necessários para o funcionamento da CPI”, afirmou Pacheco na noite desta quarta-feira, 14, no Senado. O presidente da Casa reforçou que a reunião de instalação da comissão para eleição do presidente, escolha do relator e aprovação do cronograma de trabalho, será presencial. A partir daí, os procedimentos presenciais e virtuais dependerão dos membros da CPI.

A comissão terá um prazo de 90 dias para concluir os trabalhos. Esse período, porém, pode ser prorrogado por decisão de Pacheco. O Palácio do Planalto tenta adiar o máximo a investigação, temendo prejuízo político para o presidente Jair Bolsonaro. Membros da comissão, porém, avaliam que a comissão vai funcionar de qualquer forma, mesmo que algumas etapas fiquem para depois.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel