Giro

Oxford e AstraZeneca mantêm testes de vacina mesmo com morte

Crédito: Divulgação/AstraZeneca

A universidade explicou, em comunicado divulgado pela imprensa britânica, que não foram encontrados elementos preocupantes sobre a segurança da vacina (Crédito: Divulgação/AstraZeneca)

A Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca continuarão com os testes da vacina experimental contra a covid-19, apesar da morte de um voluntário no estudo. Trata-se de um médico brasileiro de 28 anos, que faleceu devido a complicações do novo coronavírus.

João Pedro Feitosa tomou um placebo, ou seja, não recebeu uma dose do imunizante, segundo informações do G1. Vale ressaltar que metade dos voluntários que participam dos testes, que também ocorrem no Reino Unido e na Índia, recebem a vacina experimental, enquanto os demais recebem um placebo.

+ Brasileiro que morreu após testes da vacina de Oxford teria recebido placebo
+ Anvisa diz ter sido informada sobre falecimento do voluntário da vacina de Oxford

Tanto os desenvolvedores (AstraZeneca e Universidade de Oxford) quanto os envolvidos na aplicação dos testes (Unifesp e IDOR) ressaltam que estão impedidos de conceder mais detalhes por questões éticas, mas salientaram que não houve indicação para suspensão do estudo.

A universidade britânica afirma, em comunicado divulgado pela imprensa do Reino Unido, que a morte foi objeto de uma “cuidadosa avaliação” na qual não foram encontrados elementos preocupantes sobre a segurança da vacina.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou ter sido comunicada sobre o óbito na última segunda-feira (19). Em nota, a Anvisa disse que “com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo”.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?