Finanças

Ouro sobe, apoiado por fraqueza do dólar e recuo dos juros dos Treasuries

O ouro fechou em alta nesta quarta-feira, 4. Mesmo em um dia de menor busca por segurança nos mercados, o metal foi impulsionado pelo recuo do dólar. Além disso, a queda dos juros dos Treasuries colaborou para o movimento.

O ouro para dezembro fechou em alta de 0,29%, a US$ 1.560,40 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O metal foi impulsionado pela queda do dólar ante outras moedas fortes. Isso torna o ouro mais barato para os detentores de outras divisas, o que tende a impulsionar a demanda de investidores.

Além disso, houve queda nos retornos dos Treasuries, que concorrem com o ouro como opções seguras de investimento. Diante desse movimento no mercado de bônus, o ouro também passa a ser mais buscado.

Economista do BNP Paribas, Harry Tchilinguirian afirma esperar que o ouro avance, já que há expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) relaxe mais sua política monetária. O analista projeta que o contrato de ouro na Comex deve avançar e ficar em média em US$ 1.600 a onça-troy, no primeiro trimestre de 2020. / Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

Tópicos

mercado de ouro