Finanças

Ouro fecha em queda de mais de 3%

Crédito: Divulgação

O ouro para abril encerrou em alta de 5,59%, a US$ 1.567,60 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex) (Crédito: Divulgação)

O ouro fechou em queda de mais de 3% no mercado futuro e, terminando a sessão no menor valor desde dezembro de 2019, em meio à forte valorização do dólar com o estresse global pelo coronavírus. O metal não tem se beneficiado da fuga de investimentos de risco para ativos de segurança, com investidores vendendo contratos para compensar perdas em outros mercados.

O ouro para abril encerrou em baixa de 3,14%, a US$ 1.477,9 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

+ Bolsa reduz queda com NY e após alteração de limite do Ibovespa futuro
+ Bolsas da Europa fecham em queda por coronavírus, mesmo com estímulos

O avanço do coronavírus continua a provocar volatilidade nas bolsas globais. Hoje, no início da tarde, os índices acionários de Nova York paralisaram as negociações por 15 minutos, após o S&P 500 cair mais que o limite de 7%, acionando o circuit breaker.

Investidores reagiram à coletiva de imprensa sobre a pandemia na Casa Branca, em que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a “lei de defesa da produção”, que obrigam empresas de materiais médicos, como máscaras de produção, a direcionarem suas linhas de produção para as necessidades do governo.

Em meio a esse cenário, o ouro aprofundou as perdas, pressionado por um movimento de vendas generalizados para evitar falta de liquidez na esteira da crise. “Fortes perdas nos mercados acionários estão forçando investidores a se livrarem de ativos em busca de dinheiro, para cobrir margens”, explica o analista da corretora FTXM Lukman Otunuga.

A valorização do dólar também é apontada por analistas como um fator que derruba o preço do metal precioso, na medida em que ele se torna mais caro para detentores de outras divisas. O índice DXY, que mede a variação da moeda americana frente a uma divisa de seis rivais fortes, ultrapassou a marca de 100 pontos e chegou ao maior valor em três anos nesta quarta-feira. “O dólar provavelmente pressionou o preço do ouro”, avalia o Commerzbank.

(Com informações da Dow Jones Newswires)

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

mercado de ouro