Finanças

Ouro fecha em baixa, pressionado por câmbio

O ouro fechou em território negativo nesta quarta-feira. O contrato chegou a subir em parte do pregão, mas com pouco fôlego, após ter atingido recentemente máximas em seis anos e com o dólar forte. De qualquer modo, analistas consideram que o ambiente de incertezas continua a apoiar a demanda.

O ouro para dezembro fechou em queda de 0,17%, em 1.549,10 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

A força do dólar ante outras moedas principais pressionou o ouro, já que nesse caso este fica mais caro para os detentores de outras divisas, o que prejudica a demanda. De qualquer modo, incertezas no comércio e no crescimento globais devem continuar a apoiar o metal. “Não há muito atualmente a sugerir que a demanda pelo ouro e pela prata possa diminuir”, comenta o Commerzbank em relatório.

Diretor de investimentos do UBS Global Wealth Management, Mark Haefele afirma que o ouro deve atingir US$ 1.600 a onça-troy nos próximos seis meses. Ele ressalva, contudo, que esse é um ativo volátil e recomenda que os investidores busquem eventualmente proteção no mercado de opções. / Com informações da Dow Jones Newswires

Tópicos

mercado de ouro