Finanças

Ouro fecha em baixa com menos busca por segurança após pacote fiscal dos EUA


Depois de ter registrado a maior alta porcentual em 11 anos na terça-feira, 24, o contrato futuro do ouro fechou em baixa nesta quarta-feira, 25, com os investidores menos dispostos a comprar ativos seguros após o otimismo gerado no mercado pelo acordo nos Estados Unidos por um pacote fiscal trilionário, proposto pelo governo para tentar conter os impactos econômicos da pandemia de coronavírus.

O ouro para abril encerrou em alta de 5,95%, a US$ 1.660,80 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Nos EUA, republicanos, democratas e a Casa Branca chegaram a um acordo durante a madrugada sobre o pacote trilionário de estímulos fiscais que o país aprovará para apoiar indivíduos e empresas durante a pandemia. A possibilidade de um entendimento no Congresso já animava o mercado financeiro desde ontem.

“O preço do ouro está diminuindo após duas impressionantes sessões de ganhos”, comenta o analista-chefe da ActivTrades, Carlo Alberto De Casa. Para o especialista, o apetite por risco que domina o mercado hoje “não está apoiando os preços do ouro, enquanto os investidores provavelmente estão voltando a colocar alguma liquidez em ações”.

“O ouro acabará se beneficiando de todo esse estímulo e do dólar mais baixo, mas hoje é tudo sobre as ações”, avalia Edward Moya, analista sênior de mercado da Oanda. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tópicos

mercado de ouro