Finanças

Ouro fecha em baixa, após oscilar no pregão de olho em Brexit, Trump e câmbio

O ouro fechou em queda nesta quarta-feira, 18. O metal oscilou entre ganhos e perdas ao longo do dia, com investidores monitorando o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, a situação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e os movimentos do câmbio.

O ouro para fevereiro, contrato mais líquido, fechou em baixa de 0,13%, em US$ 1.478,70 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

A Sucden Financial afirma que o ouro oscila na faixa entre US$ 1.470 e US$ 1.480 a onça-troy, enquanto a política em Washington se volta para as discussões sobre o impeachment do presidente na Câmara dos Representantes. A expectativa é que a Câmara vote pelo impeachment, mas o Senado de maioria republicana favoreça Trump, evitando sua saída. A votação dos senadores deve ficar para janeiro.

Na Europa, as dificuldades no Brexit continuam em foco. A vitória do premiê Boris Johnson deu mais segurança sobre as chances de saída, mas a possibilidade de que Johnson deseje encerrar as negociações com o bloco para a relação futura até o fim do ano que vem voltou a gerar cautela sobre o assunto.

No câmbio, o dólar mais forte ante outras moedas principais tende a pressionar o contrato do ouro, que nesse caso fica mais caro para os detentores de outras moedas. Ainda assim, o Commerzbank vê o metal precioso bem apoiado, diante do fato de que o risco de um Brexit sem acordo com a UE ainda existe.

Tópicos

mercado de ouro