Finanças

Ouro fecha em alta de 5,95% e tem maior avanço porcentual em 11 anos

Os contratos futuros do ouro fecharam em forte alta nesta terça-feira, 24, com os investidores em busca de ativos seguros em meio à pandemia de covid-19. O preço do metal precioso registrou o maior aumento porcentual diário em 11 anos, após o fechamento das operações de mineração de ouro em três grandes refinarias da Suíça, além de México, Equador e EUA, somadas a ações do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e de outros bancos centrais e de governos que mostram o tamanho da crise do coronavírus, gerando cautela.

O ouro para abril encerrou em alta de 5,95%, a US$ 1.660,80 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Três das maiores refinarias de ouro do mundo – Valcambi, Argor-Heraeus e PAMP – suspenderam a produção na Suíça por pelo menos uma semana, devido ao fechamento obrigatório da indústria considerada “não essencial” para impedir a propagação do coronavírus. Juntas, as refinarias processam cerca de um terço da oferta anual global total, de acordo com a Reuters.

As paralisações de mineradoras de ouro são fator que está apenas começando, tardiamente, e essas notícias afetam o mercado – seja a mina de Oyu Tolgoi da Mongólia ou agora as operações no Equador, México e EUA”, disse Ryan Giannotto, diretor de pesquisa da GraniteShares.

“O impacto do coronavírus na mineração não apenas impede a expansão da oferta, mas também pode contrair ativamente a nova produção no momento em que a demanda por ouro está aumentando”, comentou o analista.

A atual turbulência nos mercados por causa do coronavírus se tornou o ambiente perfeito para a compra de ouro, de acordo com o diretor de pesquisa de commodities do banco Goldman Sachs, Jeffrey Currie.

“Há muito tempo argumentamos que o ouro é a moeda de último recurso, agindo como um hedge contra a degradação de moedas, enquanto os formuladores de políticas agem para acomodar choques como o que está ocorrendo agora”, trouxe o relatório da instituição, divulgado durante a madrugada.

O Commerzbank, por sua vez, afirma que as ações do Fed e de governos farão o ouro subir ainda mais nesta crise, já que são uma prova da gravidade do cenário. “Os governos dos EUA e da Alemanha estão lançando pacotes de resgate em uma escala sem precedentes. Isso ilustra mais uma vez o quão aguda a situação econômica é agora na visão dos bancos centrais e governos”, avalia o banco.

*Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

mercado de ouro