Finanças

Ouro fecha em alta apoiado por dólar fraco, de olho no Fed

O ouro fechou em alta nesta quarta-feira, 17, ajudado pelo dólar em queda, que torna mais barato o metal precioso, cotado na moeda americana.

O ouro para agosto na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), encerrou o pregão em alta de 0,86%, US$ 1.423,02 a onça-troy.

O dólar recuou frente a outras moedas principais nesta quarta-feira, após ter apresentado forte avanço na terça. Nesta quarta, as construções de moradias iniciadas nos Estados Unidos recuaram mais do que esperado, o que ajudou a pressionar a moeda americana.

Em meio ao cenário, o ouro se torna mais barato para detentores de outras moedas, e tende a se valorizar. O metal ainda se mantém acima da marca simbólica de US$ 1.400 por onça-troy, mas, ao ter disparado desde o fim de maio, deve precisar de mais catalisadores para ganhar mais valor, na avaliação do analista sênior de pesquisa da Russell Investments, Mark Raskopf.

O metal precioso se beneficiou, nos últimos meses, do aumento das expectativas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) reduzirá as taxas de juros, e Raskopf argumenta que o aumento da dívida com rendimento negativo em todo o mundo, com juros de bônus soberanos abaixo de zero, poderá apoiar o ouro no longo prazo. Mas, por enquanto, o ouro pode estar vulnerável à venda, pondera o analista.

Nesta tarde de quarta, será divulgado ainda o Livro Bege, sumário das condições econômicas nas distritais do Fed, que pode dar mais sinalizações sobre a trajetória da política monetária americana. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tópicos

mercado de ouro