Sustentabilidade

Os moradores da Mata Atlântica

Crédito: Evandro Rodrigues

Um dos biomas mais diversos em fauna e flora do mundo, a Mata Atlântica chegou a ocupar 1,3 milhão de quilômetros quadrados do território brasileiro. Mas segundo a ONG S.O.S. Mata Atlântica, a ação do homem durante o tempo foi feroz com a natureza e o resultado é que hoje restam apenas 86 mil km². E pior, estão em pontos isolados e descontínuos o que significa limitação para o trânsito de animais.

Em longo prazo, isso pode levar a extinção de espécies que nem mesmos os brasileiros sabem existir em áreas tão perto de centros urbanos, como as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. É essa biodiversidade que foi mapeada na 9a Campanha de Monitoramento do Legado das Águas, em parceria com o Onçafari.

Dos vídeos registrados em 72 dias no interior paulista, 1,3 mil eram de mamíferos e 513 de aves que têm no bioma seu habitat natural. Vale o disclaimer de que alguns animais aparecem diversas vezes, como as antas, jaguatiricas, onças-pardas e outras espécies bem mais incomuns. Entre elas:

Evandro Rodrigues

(Nota publicada na edição 1274 da Revista Dinheiro)