Conteúdo de marca

Os 5 principais fundos de investimento para você apostar seu dinheiro

Crédito: Pexels

Os 5 principais fundos de investimento para você apostar seu dinheiro (Crédito: Pexels)

Você já ouviu falar dos principais fundos de investimento? Eles são uma ótima maneira de fazer seu dinheiro render de forma rápida e efetiva. Além disso, também podem ser utilizados por empresas e microempreendedores. Mas entre tantas opções de fundos disponíveis, qual a melhor escolha? Então, é sobre isso que falaremos no artigo de hoje.



É importante dizer que investir traz muitas vantagens, sejam elas a curto, médio ou longo prazo. O dinheiro aplicado, a partir de um empréstimo com garantia, por exemplo, pode ter um retorno exponencial e muito positivo para o investidor!

No decorrer do texto, vamos explicar como funciona esse método de investimento, bem como detalhar as vantagens e as desvantagens dos cinco tipos de aplicações mais conhecidas no mercado. Boa leitura!

O conceito dos fundos de investimento

Os fundos de investimento são uma modalidade de aplicação financeira que funciona como uma vaquinha. Isso mesmo, aquela forma simples de arrecadar dinheiro para conseguir comprar ou fazer algo. Só que no momento o que você quer conquistar é a maior rentabilidade do seu dinheiro e não um produto ou serviço específico.

Desse modo, os fundos reúnem um grupo de pessoas que querem investir. Então, cada um desses membros pega o dinheiro que deseja aplicar e entrega para um administrador. Assim, este vai reunir todo o capital arrecadado e investir em ações, no Tesouro Direto, em moeda estrangeira etc.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



O montante maior vai render muito mais do que se cada um fosse fazer a aplicação de forma individual. Por isso esse é um dos principais benefícios dos fundos de investimento.

As taxas dos fundos de investimento

Como deu para perceber, parece ser um bom negócio aplicar em fundos. Mas é preciso saber que essa modalidade de investimento possui diversas taxas. As principais são:

  • taxa de administração: corresponde ao valor pago à instituição financeira que vai gerenciar o capital investido;
  • taxa de performance: é aquela paga ao gestor do fundo quando a rentabilidade é superior ao inicialmente esperado. Ou seja, é como um bônus pelo bom trabalho desempenhado;
  • taxa de saída: é cobrada quando o investidor que retirar seu dinheiro antes do fundo previamente estipulado;
  • IOF: é o imposto que recai sobre o capital resgatado quando isso ocorre em um período de tempo inferior a 30 dias em relação à data de aplicação.

Os tipos de fundos de investimento

A seguir, listamos os principais fundos de investimento para você aplicar seu dinheiro.

1. Fundos de ações

Neste tipo de fundo, a aplicação de capital é direcionada ao mercado de ações. Sendo assim, o administrador desse modelo estará sempre de olho na bolsa de valores, comprando ou vendendo títulos de acordo com a situação financeira do momento.

Este é um tipo de fundo de investimento para pessoas que gostam de se arriscar e já possuem dinheiro injetado em outras modalidades de aplicações.

2. Fundos de curto prazo

Os fundos de curto prazo são ideais para quem precisa de dinheiro rápido. Isso porque eles possuem um prazo máximo de aplicação de um ano. Contudo, muitos deles trabalham com um período médio de dois meses. Ou seja, para quem procura uma reserva de emergência ou quer comprar algo em específico, essa é uma boa escolha.

Em geral, esse é um tipo de fundo no qual os recursos financeiros são aplicados em negócios mais seguros, como títulos públicos federais ou títulos privados de baixo risco.

3. Fundos cambiais

Os fundos cambiais estão ligados a moedas estrangeiras, especialmente o dólar e o euro. Sendo assim, você compra compra um valor X quando a moeda está em período de baixa e vende o que foi adquirido em momentos de alta.

Pela forma como funciona, este é um dos fundos de investimento mais arriscados. Isso porque ele trabalha com variações constantes e é preciso conhecer muito o mercado financeiro internacional para fazer boas aplicações.

4. Fundos imobiliários

Quem investe em fundos imobiliários aplica seu dinheiro em imóveis, principalmente edifícios comerciais, shoppings e hospitais. Dessa forma, o investidor compra uma parte desses empreendimentos e consegue retorno sobre o capital investido por meio de arrendamento, venda e locação dessas propriedades.

5. Fundos multimercado

Os fundos multimercado podem ser vistos como a “salada de frutas” dessa modalidade de aplicação em conjunto. Isso porque eles abordam investimentos em diferentes categorias.

Desse modo, o gestor do capital pode aplicar uma parte do dinheiro em ações, outra parte em imóveis, mais outra em moedas estrangeiras e assim por diante.

Por conta da diversidade que possui, esta é uma das modalidades de fundos de investimentos mais recomendadas para quem está indeciso sobre a escolha que deve fazer.

Bem, depois de todo o conteúdo apresentado, temos certeza que ficou muito mais fácil entender o que são fundos de investimento e compreender como funcionam as modalidades mais trabalhadas no mercado financeiro.