Economia

Orla da zona sul do Rio atrai hotelaria de luxo

A zona sul do Rio de Janeiro vem atraindo a hotelaria de luxo. E como não há mais espaços para novas construções, a saída encontrada pelo mercado é transformar antigos hotéis em novos negócios. No Leblon, o Marina Palace com 150 apartamentos deve virar Four Seasons e reabre as portas em três anos.

Já na Avenida Atlântica, o Sofitel – com 400 quartos – começou a ser reformado para receber o Fairmont Copacabana, rede canadense que tem no grupo hotéis cinco estrelas como o Plaza de Nova York e o Savoy de Londres. Será o primeiro da marca na América do Sul. Em 2015, a AccorHotels comprou a bandeira de luxo e decidiu trazê-lo para o Brasil. O negócio está orçado em R$ 250 milhões.

Só este ano, na mesma avenida, os cariocas também viram o Windsor, ex-Le Méridien, ganhar logotipo do Hilton. O Copacabana Palace que já reinou sozinho nessa praia, revitalizou o restaurante e o cardápio do Pérgula. A majestosa piscina, construída em 1934, ainda está em reforma para receber uma borda infinita e uma iluminação especial. As obras foram orçadas em R$ 10 milhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

hotelaria Luxo RJ