Geral

Organizador de festa clandestina pode ser multado em R$ 100 mil

Crédito: Divulgação - Vigilância Sanitária RJ

Além da multa, ele terá que entregar um aparelho respirador para o atendimento de pacientes no município, a título de indenização por danos coletivos (Crédito: Divulgação - Vigilância Sanitária RJ)

Um homem, cuja a identidade não foi revelada, poderá pagar multa de R$ 100 mil por realizar um evento clandestino durante a pandemia em Itapeva, no interior de São Paulo.

A ação foi ajuizada pelo MPSP (Ministério Público de São Paulo), que disse que o valor será revertido em favor do Fundo Municipal de Saúde.

+ Por furar fila da vacina, ex-secretário de saúde vai pagar multa de R$ 50 mil

De acordo com o MPSP, o réu estava impedido, por força de liminar obtida pela Promotoria de Justiça local, de promover festas com aglomeração de pessoas, mas descumpriu a determinação.

Em virtude disso, além da multa, foi imposta a ele a obrigação de entregar um aparelho respirador, de uso em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), para o atendimento de pacientes no município, a título de indenização por danos coletivos.

O pedido foi feito pelo promotor Lúcio Camargo de Ramos Júnior e a liminar foi deferida pelo Judiciário em setembro de 2020, “mas ficou demonstrado que o réu voltou a organizar festa clandestina, em desrespeito à decisão judicial e às normas protetoras da saúde da população”.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel