Política

Oposição e centro articulam derrubada de isenção de visto para EUA

A insatisfação do Congresso com a forma como o governo tem tratado deputados e senadores levou os parlamentares a articular um “susto” para o Palácio do Planalto. Ao longo do dia, um grupo de deputados de partidos de centro e de oposição buscou apoio para pautar um requerimento de urgência para um decreto legislativo que derruba a isenção de visto para americanos. A medida foi anunciada nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro durante viagem a Washington (EUA).

A ideia começou a ganhar força ainda pela manhã e acendeu o alerta até mesmo no Itamaraty. Durante coletiva de imprensa do chanceler Ernesto Araújo, seus assessores já comentavam com preocupação os movimentos que aconteciam na Câmara. A ordem era para desarmar a bomba.

Os mentores do projeto levaram ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o pedido para que ele pautasse o requerimento de urgência da proposta. Na avaliação do grupo, a aprovação de uma urgência de uma matéria tão delicada e importante como esta já bastaria para mandar um recado ao governo.

Maia, no entanto, pediu aos deputados para esperarem alguns dias para que o clima de desgaste visto no Congresso nesta semana pudesse diminuir. Ele também avaliou que não seria de bom tom pautar uma questão como esta no mesmo dia em que o próprio presidente esteve no Congresso para entregar o projeto de lei que trata da previdência dos militares.

O presidente da Câmara se reunirá nesta quinta-feira, 21, com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e talvez com o próprio Bolsonaro e, por isso, pediu para que seus colegas deixassem a questão para a próxima semana. O encontro, porém, não está confirmado ainda.

O projeto de decreto legislativo que susta o decreto presidencial foi apresentado pela deputada Marília Arraes (PT-PE). Além da dispensa de visto para americanos, o texto também beneficia cidadãos da Austrália, do Canadá e do Japão.

Fontes ouvidas pelo Broadcast avaliaram que se o projeto fosse colocado em votação nesta quarta-feira, 20, o governo tinha chances concretas de perder a votação.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?