Giro

Operaçõ Sabotagem identifica laranjas de facções criminosas

A Delegacia de Polícia Federal (PF) em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, deflagrou hoje (1º) a Operação Sabotagem, que cumpriu mandados de busca e apreensão nos municípios de São Vicente e Santos, no litoral paulista, e em Angra.

Na ação, foram apreendidos documentos e celulares, com o objetivo de identificar pessoas usadas como laranjas por um líder de facção criminosa. O nome do alvo principal não foi divulgado pela Polícia Federal, que informou tratar-se de um narcotraficante que teve a prisão decretada em 2019, acusado de organizar o comércio de drogas entre o Brasil e a Europa, via Porto de Santos.

As investigações identificaram diversos imóveis de alto padrão, avaliados entre R$ 2,5 milhões e R$ 5 milhões em Angra dos Reis, no nome de pessoas que declaram renda mensal de um salário mínimo, algumas delas recebendo auxílio emergencial. Os bens foram bloqueados pela justiça.

Segundo a PF, o nome da operação se refere à influência de integrantes da organização criminosa na obstrução das investigações, com ausência de colaboração dos envolvidos por temor à facção.

 

 

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?