Economia

Opep vai manter corte na produção no 2º semestre, dizem fontes

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) deve estender seus cortes na produção do óleo para o segundo semestre deste ano na reunião da próxima segunda-feira, segundo autoridades do cartel e da Arábia Saudita. Na terça-feira, o grupo se reúne com os aliados também para discutir o assunto.

Como parte do plano, a Arábia Saudita pressionará os produtores que não cumpriram com suas promessas de cortes de produção sob o atual acordo, como o Iraque e a Nigéria, informaram assessores sauditas.

No fim de semana, alguns países-membros da Opep devem argumentar por restrições mais profundas à produção do que as atuais, segundo autoridades da Opep. Mas a Arábia Saudita, líder do cartel, não deve apoiar essas propostas. “Isso não vai acontecer”, disse um delegado do Golfo Pérsico. “Todos devem cumprir rigorosamente os cortes [existentes]”.

A Opep e seus aliados liderados pela Rússia concordaram em dezembro em cortar 1,2 milhão de barris por dia (bpd) de sua produção, em relação aos níveis de outubro de 2018. Enquanto a Opep seria responsável por reduzir a produção em 800 mil bpd, os aliados produziriam 400 mil bpd a menos. O acordo, que provocou uma elevação de 22% nos preços do barril na comparação com dezembro, é válido pelo primeiro semestre. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tópicos

cortes fontes Opep