Economia

Onyx rebate críticas de que governo demorou a implementar o pagamento de auxílio

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, rebateu nesta terça-feira, 7, as críticas de que o governo demorou a implementar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais. O texto que cria o benefício foi aprovado no dia 30 de março no Senado e seguiu para a sanção.

Houve divergência no governo sobre questões orçamentárias, mas o presidente Jair Bolsonaro acabou sancionando a lei no dia 2 de abril, quando foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Onyx ressaltou que, poucos dias depois, o governo está anunciando os pagamentos. “É fácil dizer que já tem a lei, mas é muito complexo poder reunir todas essas informações, encontrar os elegíveis, e o presidente Bolsonaro determinou que pudéssemos encontrar o máximo no menor tempo”, disse.

Segundo o ministro, o governo está “encurtando esse prazo” de pagamentos “exatamente pela compreensão que temos de que pessoas precisam acessar esses recursos”.



A previsão é que todas as parcelas sejam pagas num intervalo pouco maior de 50 dias. “As pessoas têm que ter tranquilidade, não há necessidade de nenhuma correria às agências da Caixa”, disse.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago