Ciência

OMS prevê um aumento “gradual” dos casos na África com o desconfinamento

OMS prevê um aumento “gradual” dos casos na África com o desconfinamento

(Arquivo) O gerente de um restaurante em Parkhurst, Joanesburgo na África do Sul, segura uma faixa durante um protesto nacional contra as medidas restritivas adotadas para enfrentar a pandemia, em 22 de julho de 2020. O continente africano iniciou nessa semana um processo de flexibilização das medidas de confinamento. - AFP

A flexibilização das medidas restritivas e a recuperação da atividade econômica pode levat a um aumento nos casos da COVID-19 na África, mesmo que de forma “gradual” alertou a diretora regional da OMS, Matshidiso Moeti, nesta quinta-feira (13).

“Estamos prevendo um aumento constante dos casos, mas uma subida gradual, após a entrada em vidor da flexibilização das medidas” de confinamento, indicou Moeti durante uma coletiva de imprensa telemática realizada na África do Sul, o país mais afetado pela pandemia no continente africano.

“Não prevemos um aumento exponencial”, afirmou a responsável regional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A África tem sido menos afetada que outros continentes pelo novo coronavírus, com apenas 24 mil mortos, mas superou na semana passada o número de 1 milhão de casos, segundo dados oficiais.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?