Ciência

OMS diz que não haverá imunidade coletiva para a covid em 2021, apesar das vacinas

Apesar do fato de que em muitos países as vacinas contra a covid-19 já estejam sendo administradas, a a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta segunda-feira (11) que a imunidade coletiva não será alcançada este ano.

“Não vamos atingir nenhum nível de imunidade populacional ou imunidade coletiva em 2021”, disse Soumya Swaminathan, cientista-chefe da OMS, em entrevista coletiva, insistindo na necessidade de manter as medidas de higiene e de distanciamento social, bem como o uso de máscara para conter a pandemia.

+ Média móvel de mortes fica acima de mil pelo segundo dia consecutivo
+ Rede pede que Anvisa analise uso emergencial da Coronavac em 3 dias

A diretora elogiou o “progresso incrível” feito pelos cientistas que participaram do desenvolvimento não de uma, mas de várias vacinas seguras e eficazes contra o novo coronavírus em um ano.



Mas, enfatizou, distribui-la “leva tempo”.

“Leva tempo para aumentar a produção de doses, não é só uma questão de milhões, mas estamos falando de bilhões” de doses, disse ela, pedindo à população que seja “um pouco paciente”.

Swaminathan disse que em algum momento “as vacinas chegarão. Elas chegarão a todos os países”.

“Mas, por enquanto, não devemos esquecer que existem medidas que funcionam”, lembrou.

Segundo ela, as medidas de higiene e distanciamento contra o coronavírus devem continuar em vigor “pelo menos até o final do ano”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel