Giro

OMS descarta impacto de mutação do coronavírus sobre produção de vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descartou nesta segunda-feira, 21, impactos da variante do coronavírus, confirmada neste fim de semana pelo Reino Unido com transmissibilidade 70% maior, sobre a produção de vacinas contra a covid-19.



“Vacinas já são produzidas visando uma ampla variedade de mutações”, destacou o diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da entidade, Mark Ryan. De acordo com a OMS, tal como acontece no caso de imunizantes da gripe comum, as vacinas anticovid poderiam ser atualizadas com a nova cepa do Sars-cov-2 sem grandes problemas. O que não pode acontecer é uma mutação da proteína fundamental do novo coronavírus.

Exatamente por isso, a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, alertou para a necessidade de conter a doença em todo o planeta em meio à segunda onda de infecções. “Baixar a transmissão da covid-19 é importante justamente para evitarmos mutações. Quanto mais o vírus circula, mais ele gera variantes”, alertou, em coletiva de imprensa.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022