Ciência

Ômicron: qual é a probabilidade de se reinfectar com a nova variante?

Crédito: Reprodução/Pexels

No Reino Unido, por exemplo, há casos de pessoas que contraíram o vírus com apenas algumas semanas de intervalo (Crédito: Reprodução/Pexels)

A variante Ômicron tem sido um ‘quebra-cabeças’ para os especialistas de saúde do mundo inteiro. Apesar dos sintomas mais leves associados à nova variante do coronavírus, são diversos os relatos de reinfecção. No Reino Unido, por exemplo, há casos de pessoas que contraíram o vírus com apenas algumas semanas de intervalo, entre dezembro e janeiro, e outros relatos dão conta de pessoas que foram infectadas três ou até quatro vezes.

O que é uma reinfecção? Quando existe a detecção de uma segunda ou subsequente infecção da Covid-19, independentemente da variante envolvida. É provável que o risco de uma reinfecção dependa de uma série de fatores. Por exemplo: os dados sugerem que é maior em pessoas não vacinadas e potencialmente naquelas cuja infecção anterior foi mais leve, ou com uma resposta imune mais fraca.



+ Variante ômicron parece ter taxa de reinfecção maior, mas sintomas leves, diz OMS

A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) usa a definição de uma possível reinfecção como um caso de 90 dias ou mais após uma infecção anterior confirmada pela Covid-19, em parte porque exclui aqueles que simplesmente espalham o vírus por mais tempo após a infecção.

Quantas reinfecções ocorreram? De acordo com os números mais recentes da UKHSA, do início da pandemia até 9 de janeiro deste ano havia 425.890 possíveis reinfecções, com 109.936 casos encontrados na semana que terminou em 9 de janeiro, representando quase 11% de todos os casos naquela semana.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


Poucas reinfecções são “confirmadas”, pois isso requer testes de sequenciamento genético. Além disso, com poucas pessoas na sociedade com acesso aos testes nas primeiras ondas da Covid-19, muitas das primeiras infecções podem não ter sido contadas.

“Com a combinação de dois anos de pandemia, a diminuição de anticorpos, duas grandes ondas de evasão imunológica pela Delta e depois pela Ômicron, há uma reinfecção bastante desenfreada”, apontou Danny Altmann, professor de imunologia do Imperial College London.


É mais fácil ser reinfectado com algumas variantes? Sim. Segundo cientistas do Imperial College London, depois de levar em conta uma série de fatores, a Ômicron foi associada a um risco de reinfecção entre 4,38 e 6,63 vezes maior em comparação com a Delta.

Tempo de reinfecção

As reinfecções pela Ômicron acontecem num espaço de tempo mais curto? Potencialmente, sim. Os dados da UKHSA mostram que, para casos com data de amostra entre 1 de novembro e 29 de dezembro de 2021, houve 2.855 reinfecções prováveis ​​29 a 89 dias após uma infecção anterior – embora algumas possam refletir a detecção contínua de uma infecção inicial.

Embora a UKHSA tenha observado que é difícil comparar diretamente a situação entre as variantes – pois há muitos fatores de mudança importantes em jogo, incluindo os níveis gerais de imunidade na população – a capacidade de ‘fuga’ da imunidade pela Ômicron possivelmente desempenha um papel importante nas reinfecções.

“Esperaria que o risco de uma segunda infecção pela Ômicron fosse muito menor do que o risco da Ômicron após a Delta. Afinal o corpo humano desenvolveu anticorpos para a atual proteína spike da Ômicron”, garantiu Paul Hunter, professor de medicina da Universidade de East Anglia, no Reino Unido.

E por qual razão o meu filho contraiu a Covid-19 duas vezes neste inverno? Isso pode muito bem ser devido a diferentes variantes: de acordo com dados do Escritório de Estatísticas Nacionais divulgados em dezembro, as crianças em idade escolar com Covid-19 naquela época eram muito menos propensas a ter Ômicron do que adultos positivos para a Covid-19.

“Os dados mostram que aqueles que testaram positivo para coronavírus entre 29 e 89 dias de uma infecção anterior representam uma pequena proporção de todas as reinfecções. Muitas dessas reinfecções de intervalo mais curto provavelmente são crianças em idade escolar porque tiveram os níveis mais altos de infecção em setembro e outubro, pouco antes do surgimento da Ômicron”, relatou um porta-voz da UKHSA.

As reinfecções são mais leves? Dada a resposta imune prévia do corpo humano, os dados sugerem que a carga viral nas reinfeções é menor do que nas infecções primárias, sugerindo que a doença pode, em geral, ser menos grave. No entanto, a gravidade depende de diversos fatores.



Tópicos

brasileiro testa positivo áfrica do sul cepa omicron coronavac CoronaVac atualizada CoronaVac atualizada variante Ômicron CoronaVac ômicron coronavírus CORONAVÍRUS NOVA VARIANTE covid covid eua covid europa covid no mundo Covid-19 covid-19 inverno crescimento econômico Delta dose de reforço eficácia das vacinas eficacia das vacinas do covid europa se fecha variante áfrica do sul exame covid faixa etaria vacina covid sp Festival cancelado ômicron imunização Instituto Butantan Israel nova variante Japão suspende reservas voos lentidão vacinação Rússia lockdown medidas preventivas de restrição melhor vacina covid ministério da economia nova cepa variante ômicron município do Rio mutações nova variante nome das vacinas do covid nova cepa nova cepa impacto economia brasileira nova cepa omicron nova variante nova variante 2021 Nova variante África do Sul Nova fronteiras nova variante áfrica do sul tem vacina? Nova variante covid África do Sul nova variante da covid-19 nova variante delta nova variante do coronavírus Nova Variante EUA lockdown Fauci nova variante EUA restrições nova variante quatro continentes novo coronavírus novo virus omicron o que se sabe omicrom omicron omicron alfabeto grego Ômicron ameaça ômicron Argentina primeiro caso ômicron cancelamento carnaval ômicron casos Brasil Ômicron confirmada no Distrito Federal Ômicron contágio omicron covid Ômicron DF Ômicron Distrito FEderal ômicron eficácia vacinas ômicron Estados Unidos Anthony Fauci Ômicron EUA ômicron festas de réveillon ômicron flexibilização São Paulo Ômicron fronteiras ômicron impacto mercados financeiros ômicron moderna vacina ineficazes Ômicron mutações Ômicron nova variante ômicron OMS ameaça mundial Ômicron onde surgiu Ômicron países já atingidos Ômicron poder de infecção ômicron presença países ômicron reforço ômicron reino unido ômicron são Paulo Máscaras omicron significado grego omicron sintomas ômicron vacinas ômicron volatilidade ações bolsas ômicron volta restrições brasil Ômicron voos países africanos Ômicronimpacto atividade econômica OMS OMS ômicron organização mundial da saúde Organização Mundial da Saúde (OMS) para o combate à Covid-19 David Nabarro Organização Pan-Americana da Saúde pandemia pcr covid Pfizer pfizer omicron pode tomar a vacina do covid gripada? por que o ano novo em salvador foi cancelado? por que se comemora o ano novo presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen variante áfrica do sul programas auxílio nova cepa proteína spike quais os sintomas da nova variante delta quais os sintomas da nova variante Ômicron quais os sintomas da variante delta? qual é o primeiro país a entrar no ano novo? qual é o significado do ano novo qual melhor vacina contra covid? qual melhor vacina covid quanto tempo o covid fica no corpo? quinta onda Covid Recife reinfecção réveillon Rússia confinamento Rússia recorde de casos Rússia recorde de mortes Sinovac uso de máscaras vacina vacina atualizada nova variante vacinal variante variante áfrica do sul variante áfrica do sul ações bola variante áfrica do sul contágio variante áfrica do sul defesa variante África do Sul disseminação variante áfrica do sul eficácia vacinas variante África do Sul Europa variante África do Sul fronteiras variante áfrica do sul impacto bolsas variante África do Sul imunizantes variante áfrica do sul países variante África do Sul países atingidos variante África do Sul pesquisa variante áfrica do sul presença variante áfrica do sul vacinas variante B.1.1.529 África variante B.1.1.529 África do Sul muitas mutações variante coronavirus variante covid-19 variante delta Variante delta 2021 Variante delta Auckland variante delta austrália variante delta brasil Variante delta como testar Variante delta eficácia variante delta mais letal variante delta Nova Zelãndia variante delta países Variante delta rio variante delta Sao Paulo variante delta sintomas Variante delta vacinas variante delta volta variante omicron variante Ômicron no rio variante Ômicron Rio de Janeiro variante omicron sintomas variante omicron vacina vírus