Ciência

Ômicron prevaleceu em 98,7% das amostras pesquisadas no Brasil

Crédito: Pixabay

Número de estados com indicação de Ômicron passou de 9 para 18 (Crédito: Pixabay)

Uma análise feita em 3.212 amostras de SARS-CoV-2 mostra que 3.171 (98,7%) apontaram infecção pela variante Ômicron. A pesquisa do Instituto Todos pela Saúde (ITpS), em parceria com os laboratórios Dasa e DB Molecular, analisou 8.121 amostras coletadas entre 2 e 8 de janeiro de 2022, com o teste RT-PCR Especial.



Dados de 26 de dezembro a 1° de janeiro mostram que o número de estados com indicação de Ômicron passou de 9 para 18 e o de municípios, de 80 para 191. Entre a última semana de 2021 e a primeira de 2022, a positividade para SARS-CoV-2 nos testes foi de 13,7% para 39,5%, segundo o ITpS.

“Com os levantamentos, conseguimos acompanhar o avanço da Ômicron quase em tempo real, alertando o poder público e a população para a importância de não se abandonar as máscaras, como se chegou a cogitar, e do perigo de se planejar o carnaval nesta fase da pandemia. A experiência internacional com essa variante mostra que a doença se apresenta mais branda entre os vacinados, tendo os não vacinados 15 vezes mais possibilidade de forma grave e morte”, afirma, em nota, o imunologista Jorge Kalil, diretor-presidente do ITpS.

Associação alerta para desabastecimento de insumos para teste de covid

Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o país tem 70,76 mil casos confirmados e 147 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!