Geral

O Sistema solar está morrendo e já tem prazo para sumir

Crédito: Reprodução/NASA

A destruição do sistema solar vai ocorrer, ironicamente, pelo próprio Sol, que vai aumentar de tamanho ao ponto de ‘engolir’ planetas até a Terra (Crédito: Reprodução/NASA)

Cientistas americanos publicaram um estudo que aponta o fim da vida na Terra. Mas antes de se alarmar, saiba que isso só deve ocorrer daqui 1 trilhão de anos.

O artigo publicado por cientistas americanos aponta que a destruição do sistema solar vai ocorrer, ironicamente, pelo próprio Sol, a estrela responsável pela vida na Terra. Isso porque em um determinado momento, o Sol vai se tornar uma gigantesca estrela avermelhada, aumentando de tamanho ao ponto de ‘engolir’ planetas como Mercúrio, Vênus e a própria Terra com o seu calor.

Astronautas entram na ISS após viagem com a cápsula Dragon da SpaceX
+ Planeta potencialmente habitável é descoberto em novo sistema solar

Mas o Sol não vai inchar até o infinito. Nas previsões mais recentes, em um determinado momento a estrela vai diminuir de tamanho após engolir os três primeiros planetas. Ao esgotar seu combustível, o Sol perderia massa e diminuiria a sua força gravitacional. O resultado seria o aumento das órbitas dos planetas restantes e o distanciamento destes da estrela.

Mas tudo ainda não passa de uma hipótese e bem difícil de ser comprovada. Mesmo com simulações computadorizadas, é quase impossível criar um modelo que indique o que vai acontecer a partir de então.

Os modelos criados, porém, indicam que Marte talvez seja o único planeta que poderá sobreviver ao fim do sistema solar devido a posição estratégica em que orbita. Isso porque planetas mais distantes do Sol, como Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, seriam desestabilizados e ejetados para longe do sistema solar. Já o planeta vermelho dificilmente seria expulso do sistema solar justamente por não estar tão distante do Sol e nem tão próximo para ser engolido.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel