O Schahin vai afundar?

O Schahin vai afundar?

Ele pediu recuperação judicial e mudou de nome para deixar para trás as manchas causadas pela operação Lava Jato, mas, ao que parece, não terá vida longa. Eis a situação do grupo Schahin, recentemente renomeado como Base, o conglomerado que pagou propinas para dirigentes petistas nos contratos de navios sonda da Petrobras e em operações suspeitas envolvendo seu banco. Na semana passada, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou, por meio de uma medida cautelar, a suspensão do único contrato robusto que havia sobrado e que mantinha a empresa viva: o aluguel do navio sonda Vitória 10.000 à Petrobras, ao custo diário de US$ 500 mil. O contrato, sabidamente fraudulento, contribuiu para as condenações do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto; do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró; e do amigo do ex-presidente Lula, o empresário José Carlos Bumlai. O contrato valia até 2020 e era a única receita que mantinha de pé o processo de recuperação judicial do Schahin, afundado em uma dívida de R$ 6,5 bilhões. Procurados, os advogados da Schahin não se posicionaram.

(Nota publicada na Edição 1024 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Machado da Costa)

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

Uma casa muito engraçada (e flexível)

O imóvel do futuro não será a casa de campo, os microapartamentos próximos a estações de metrô e nem os dúplex com varanda gourmet com [...]

Crescimento nas nuvens

O isolamento social e as mudanças nos hábitos de consumo estimulam as organizações a seguirem o mesmo caminho. Um levantamento da Arki 1, empresa de treinamento especializada em Google Cloud, teve alta de 752% em junho nas inscrições nos treinamentos para tecnologia em nuvem. Segundo o CEO Marcos Farias, a disseminação do ensino a distância […]

Faturamento de gente grande

O youtuber Luccas Neto, embora seja criticado por educadores e mães de crianças pequenas Brasil afora por causa de seus vídeos na [...]

Fundo ASG de R$ 5 bilhões

A gestora de capitais Integral Brei acaba de estruturar o primeiro Fundo Imobiliário ASG (Ambiental, Social e Governança) do País. O [...]

Os degraus da Hitachi ABB

A multinacional Hitachi ABB Power Grids, especializada em redes elétricas e criada a partir da união da japonesa Hitachi com a suíça [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.