Estilo

O reality show da vindima

Cenário de experiências como a romântica Edredom nos Parreirais, a vinícola Cristofoli lança o Making Wine, que permitirá acompanhar virtualmente desde a colheita das uvas até o blend de um vinho inédito.

Crédito: Divulgação

FESTA DA COLHEITA Acompanhada de música, comida e brindes, pisa das uvas faz parte das atrações da Cristofoli, que tem crescido com o enoturismo. (Crédito: Divulgação)

Em 2008, quando a vinícola Miolo lançou seu pioneiro programa Wine Maker, voltado para ensinar a um público interessado em vinhos como a bebida é de fato produzida, desde a colheita das uvas até a rotulagem das garrafas, não havia nada parecido no Brasil. De lá para cá, surgiram muitas possibilidades de vivenciar a teoria e a prática da vitivinicultura, a partir de experiências do tipo mão na massa em vinhedos e cantinas. Durante o período de colheita, que na região Sul do País vai de janeiro a maio, há atualmente inúmeras formas de fazer parte da rotina dos vinhateiros. A mais recente imersão na vindima acaba de ser lançada pela charmosa Cristofoli Vinhos de Família.

Conhecida por receber enoturistas em busca de algo que vá além da visita guiada aos tanques de inox e degustações, a vinícola familiar sediada em Faria Lemos, distrito de Bento Gonçalves (RS) acaba de abrir as inscrições para o programa Making Wine 2021. Trata-se de uma espécie de reality show que irá mostrar a safra como ela é ao vivo, durante 20 dias, no mês de fevereiro. Segundo a enóloga que hoje está no comando da empresa, Bruna Cristofoli, de 34 anos, a novidade nasceu de uma ideia de Artur Tremper Farias, brasileiro que foi trabalhar no Chile e lá criou uma agência especializada em enoturismo. Com a pandemia, ele teve de fechar a agência e passou a fazer degustações on-line. “O Artur pensou em um modelo tipo pay-per-view, em que as pessoas pagariam para acompanhar virtualmente a safra. Nós achamos que, para isso funcionar, era preciso dar algum benefício adicional, e a ideia evoluiu para o programa que estamos oferecendo agora”, afirmou Bruna à DINHEIRO.

CLOSE FRIENDS Preservando parte de sua ideia original, Artur irá morar e trabalhar na vinícola durante os 20 dias do Making Wine, compartilhando todo o conteúdo por meio do recurso close friends, do Instagram. O acesso aos bastidores da safra será restrito a 100 pessoas que se inscreverem no programa por meio da aquisição de um dos quatro kits criados com essa finalidade. Os valores partem de R$ 129, com o kit apoiador (sem compra de vinhos) e chegam a R$ 499. Esse é o preço do kit premium, que inclui quatro rótulos especialmente selecionados entre os ícones da Cristofoli (confira o quadro).

Divulgação

“Tudo o que fazemos faz parte da nossa história. As experiências que oferecemos nasceram de vivências em família” Bruna Cristofoli Enóloga.

Com ou sem vinhos, qualquer um dos kits dá direito a um pacote de benefícios: lives com a enóloga Bruna, um e-book contendo um minicurso sobre vionificação, desconto de 20% em compras no site até junho, conteúdos diferenciados pelo WhatsApp (com uma espécie de plantão de dúvidas para e acesso a safras históricas da vinícola que estão fora do mercado). O mais interessante para quem quer se iniciar na produção de vinhos, contudo, é poder participar oficialmente da definição do corte (blend) do vinho que será elaborado a partir da colheita realizada durante o programa. Neste caso, as vagas são limitadas. Ainda não está definido se haverá encontro presencial, o que vai depender das restrições da pandemia.

Divulgação

Encravada na Rota das Cantinas Históricas de Bento Gonçalves, a Cristofoli se tornou um dos destinos mais procurados por enófilos que buscam autenticidade. Ela mantém o ar rústico de uma vinícola tradicional que ainda opera em escala humana. Tudo ali é feito pela família. Formada em enologia, Bruna acumula funções ligadas à vinificação (que hoje divide com o irmão Lorenzo, também enólogo), à administração, ao marketing e aos projetos de ampliação da empresa — caso de um novo restaurante, bem maior que o atual, previsto para ser inaugurado em maio. Quem recebe os turistas é Letícia, prima de Bruna. Na cozinha, preparando os pratos servidos durante as degustações, estão as mulheres dos dois irmãos que sucederam o patriarca no cultivo de uvas e seguem no negócio de vinhos. “Tudo o que fazemos faz parte da nossa história. As experiências que oferecemos nasceram de vivências em família”, disse Bruna.

Parte do encanto da propriedade está no jeito como a família recebe os visitantes. Ali é possível caminhar pelo vinhedo, passear de trator, colher as uvas e fazer a pisa ao som de músicas típicas da imigração italiana. Além de festivo, o belo cenário ao ar livre é também romântico. Uma das opções oferecidas aos turistas recebe o sugestivo nome de Edredom nos Parreirais. Trata-se de um piquenique para casais no meio do vinhedo com uma seleção de comidinhas regionais combinadas com os melhores vinhos da família.

O KIT MAKING WINE PREMIUM: Quatro rótulos fazem parte da seleção especial que será enviada a quem comprar o pacote mais caro, de R$ 499. Ele traz um espumante, um chardonnay, um merlot e o tannat da linha Instinto. (Crédito:Divulgação)

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago