O preço do impacto das “moedas da sorte” nas Cataratas do Iguaçu

O preço do impacto das “moedas da sorte” nas Cataratas do Iguaçu

Um gesto tradicional de turistas que visitam as Cataratas do Iguaçu está saindo caro para o equilíbrio da natureza. É que os visitantes do parque se habituaram a jogar moedas no Rio Iguaçu, após fazer um pedido. Mas, em tempos de baixa vazão, o que se vê é o acúmulo de milhares de moedas nas águas. Para se ter ideia, na última limpeza realizada pelo Corpo de Bombeiros, em setembro, foram retirados 329 quilos de moedas, de diversos países. Excluindo-se o dinheiro estrangeiro ou fora de circulação, a equipe recolheu R$ 14 mil, quantia que será repassada a projetos sociais. Além das dificuldades para se resgatar as moedas que ficam próximas às quedas d’água, entre pedras e algas, com o passar do tempo, metais pesados, como cobre e níquel, são liberados no mar, a partir da decomposição desse dinheiro, o que prejudica a vida de espécies marinhas. Recentemente, o parque instalou placas para conter o ímpeto dos turistas.

(Nota publicada na Edição 1146 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A saída está no canteiro de obras

Retomada do emprego no Brasil ainda depende diretamente da reativação de obras públicas paralisadas. O problema é que com a União, os [...]

Responsabilidade ambiental nas salas de aula

Inovação e sustentabilidade podem coexistir nas escolas? Para a personagem virtual Valentina Faz, isso parece ser uma possibilidade. [...]

Bolsonaro para menores

A ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, conseguiu tirar o presidente Jair Bolsonaro do sério. Em 8 de dezembro, a fundadora do [...]

Os desafios para um futuro sustentável, segundo a Electrolux

O grupo Electrolux se uniu à empresa United Minds para investigar os comportamentos e as preocupações em assuntos relacionados à [...]

Desmatamento ilegal para produção de soja entra na mira de 87 empresas europeias

O cerco contra a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro está se fechando. Em 2 de dezembro, um grupo de 87 companhias [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.