Negócios

‘O País tem tudo para ser um hub de inovação’

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, diz que o leilão do 5G permitirá ao Brasil se preparar para se tornar um “hub de inovação” na América Latina. Em entrevista ao Estadão, o ministro afirma que a tecnologia vai impactar gradualmente o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) a partir do ano que vem. O primeiro setor atingido, segundo ele, será o agronegócio.



De seu gabinete no Palácio do Planalto, o ministro, deputado licenciado pelo PSD do Rio Grande do Norte, alerta que o governo possui alternativas para pagar os R$ 400 de Auxílio Brasil planejados por Bolsonaro, como abrir crédito extraordinário ou editar um decreto de calamidade, caso a PEC dos precatórios seja derrotada.

O leilão do 5G demorou bastante a ser realizado. Que prejuízos o Brasil pode ter com isso?

Muitos países já têm a tecnologia, mas o Brasil será o primeiro da América Latina. Isso nos dá uma dianteira importante. Fizemos em tempo recorde, em 15 meses colocamos o leilão em pé.

O 5G vai se refletir em custos maiores para os consumidores ou essa ampliação da disputa no mercado vai compensar?

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Não houve aumento de tarifas em nenhum país por causa do 5G. Há uma economia, o consumo é menor, a antena é menor, a implementação é mais barata, e as teles ganham muito dinheiro. O valor, para o cliente normal, não vai ter aumento.

Que crescimento econômico podemos esperar?

Temos que parar para pensar, a partir do próximo ano, para rever o nosso PIB. O agronegócio a gente estima que cresça pelo menos 10% com o 5G. Se crescer, a gente vai colocar 2,6% do PIB, só no agro.

Que tipo de modelo de negócios podemos ter para telemedicina, carros autônomos, agro e indústria 4.0?

O aumento de velocidade já falamos em até 100 vezes. A grande diferença é a latência, o tempo de resposta. O 4G não permite telemedicina, veículos autônomos, drones autônomos, nada que precise de precisão no tempo de resposta. Com o 5G vamos ver muito nas ruas carro sem motorista, ônibus escolar autônomo, conserto de um trator no meio da lavoura, com óculos de realidade aumentada. Um país analógico fica para trás. O Brasil tem tudo para ser um hub de inovação.

O 5G é um salto tecnológico comparável a quê?

A chegada da internet foi um marco grande, mas era muito lento e pouca gente tinha acesso, computador enorme, caro… A chegada do celular foi muito marcante, e a chegada do 5G vai ser quase igual a isso. Tive apoio do governo. Tive apoio do ministro Paulo Guedes, que poderia pleitear um leilão arrecadatório. Se fosse arrecadatório, resolveria o problema do financiamento do Auxílio Brasil. Ainda bem que separamos isso lá atrás.

Separou, mas não solucionou. O governo dependeu de quatro votos da oposição para aprovar a PEC dos precatórios.

A discussão é a forma. A decisão de dar R$ 400 de auxílio está tomada. Se não for via PEC, vai ser via crédito extraordinário ou vai ser, como o próprio (ex-presidente Michel) Temer sugeriu, a calamidade. Tem 20 milhões de pessoas passando fome. Aí o Lula posta que, se fosse ele, faria em R$ 600. É uma discussão mais política, mas, se não for via a PEC dos precatórios, vai ser via crédito extraordinário.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto