Edição nº 1130 19.07 Ver ediçõs anteriores

O negócio nada virtual de João Appolinário

O negócio nada virtual de João Appolinário

O empresário João Appolinário, fundador e CEO da Polishop, uma das maiores empresas de varejo do Brasil, se prepara para vender mais do que os produtos que anuncia em seus catálogos, em seus programas de televisão, no site e em suas mais de 250 lojas espalhadas pelo Brasil. Appolinário agora vai comercializar soluções de realidade aumentada e realidade virtual. O empresário é dono de 40% da Flex Interativa, uma agência especializada nesse tipo de produto, e vinha testando todas as tecnologias desenvolvidas pela companhia dentro da Polishop. “Foi o nosso laboratório para poder oferecer para outras empresas”, diz Appolinário. “Nos últimos seis meses, colocamos realidade aumentada e virtual nos produtos que estavam na loja e na nossa revista”, diz Appolinário. Basta baixar um aplicativo e apontar para o produto: ou vem um holograma com uma mensagem ou um vídeo explicando as funcionalidades do objeto.

 

Do Brasil para o mundo

Com o uso constante da tecnologia e maior envolvimento com a Flex Interativa, Appolinário resolveu botar o projeto debaixo do braço e já está contatando alguns varejistas de seu relacionamento. “Custa entre R$ 50 mil e R$ 150 mil com o desenvolvimento do aplicativo e cinco ações incluídas. O que torna mais caro é se o cliente quiser animação em 3D”, diz o empresário, que conheceu a agência em um dos episódios do programa Shark Tank Brasil, do canal Sony, no qual é um dos jurados. “Num primeiro momento, investi comprando 20% da companhia. Depois, resolvi comprar mais 20% do negócio.” A aposta é tão alta que, recentemente, Appolinário se reuniu com varejistas americanos nos Estados Unidos para mostrar as soluções da Flex. No Brasil, diz o empresário, empresas como Ipiranga e Henkel já usaram a tecnologia em produtos e treinamentos.

(Nota publicada na Edição 1081 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Carlos Eduardo Valim, Márcio Kroehn e Moacir Drska)


Mais posts

Bem-estar contra o turnover

Healthtech pioneira no País, a Vidalink tem crescido acima de 45% ao ano desde 2015 com uma proposta inédita na saúde corporativa: [...]

Startup milionária

A brasileira Pipefy, principal plataforma de gestão baseada na metodologia Lean, recebeu aporte de US$ 45 milhões (R$ 170 milhões) em [...]

Quarto vazio? Desconto na diária

Ocupação plena é um desafio para qualquer hotel. Ainda mais depois da concorrência com o Airbnb. “Em torno de 45% das acomodações ficam [...]

Fusões não esperam pelas reformas

Apesar de o País ter ficado em compasso de espera na expectativa da aprovação das reformas da Previdência e tributária, o escritório de advocacia Demarest registrou um semestre movimentado na área de fusões e aquisições. Com 16 operações, a banca subiu da nona para a terceira posição no ranking de transações da América Latina, compilado […]

Investigação em alta

A receita da divisão de global forensics da BDO subiu 35% no primeiro semestre. A empresa é uma das Big 5 de auditoria do mundo e ajuda organizações a reduzir riscos da fraudes. Para isso, investiga e rastreia aparelhos e vestígios digitais para que corporações. Frente à demanda do serviço, o contingente de profissionais da […]

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.