Giro

O mistério do crescimento tardio dos sisos

Crédito: Reprodução/Pixabay

Nem todos nascem com esses dentes, mas a grande maioria das pessoas precisa removê-los logo na juventude. (Crédito: Reprodução/Pixabay)



Para os adolescentes ou jovens perto dos 20 anos, a remoção dos sisos é quase um ritual de passagem. Nem todos nascem com esses dentes, mas a grande maioria das pessoas precisa removê-los logo na juventude. Porém, há na população, o mistério do crescimento tardio dos sisos. Ou seja, por que eles não aparecem na infância assim como os demais?

Primeiramente, os sisos integram o conjunto do molares, sendo eles os terceiros nessa categoria. Além disso, esses dentes podem surgir na faixa etária entre 17 a 21 anos. Cabe ressaltar que a maioria das pessoas possui 32 dentes, mas esse número varia conforme a genética e características individuais.

+ Foto tirada por dentista, de onça-pintada com cinzas do Pantanal, disputa prêmio internacional

A explicação para o mistério do crescimento dos sisos:




Segundo antropóloga Julia Bourgnher, do Canadá, os antigos humanos tinham uma dieta rica em nozes duras, vegetais crus e carnes de caça. Essas formas de nutrição garantiam o desenvolvimento das mandíbulas humanas e, consequentemente, fornecia espaço suficiente para o crescimento dos sisos.

 

No entanto, apenas os achados de pesquisa da Science Advances explicaram o real motivo do mistério do crescimento tardio dos sisos.


Segundo os autores, a resposta está no desenvolvimento infantil. À medida que a criança cresce, também aumenta de tamanho a sua boca. Apenas depois desse desenvolvimento é possível garantir a explosão dos sisos.

Mas os terceiros molares realmente não tem função?

Atualmente, com uma dieta mais rica em alimentos macios, o desenvolvimento da mandíbula sofreu uma redução. Consequentemente, o número de cirurgias para remoção dos sisos aumentou, uma vez que não há espaço para eles.

 

Segundo Steven Kupferman, um cirurgião oral dos Estados Unidos, os sisos têm o grande papel de substituir outros molares em caso de perda. Na Pré-História, perder um molar era mais comum, graças ao alimentos mais duros.

 

Nos dias atuais, o cirurgião comenta que as cáries são as principais responsáveis pela perda dos dentes.

Cirurgia para remoção dos sisos: por que tão comum?

A dor é principal justificativa para a cirurgia de retirada. Inclusive, a sua intensidade varia de acordo com o formato da mandíbula. Uma vez que, o crescimento dos sisos, em casos de falta de espaço, pode causar dificuldades para mastigação e dores de cabeça.

 

Mesmo na ausência de sintomas, a remoção é geralmente recomendada para evitar riscos futuros. Sendo as principais complicações as infecções nas gengivas.

Além disso, os odontologistas recomendam a extração antes dos 30 anos, porque cirurgias tardias geralmente provam danos aos nervos próximos. Outro problema comum é o surgimentos dos sisos, causado pela redução da gengiva, após o envelhecimento,.

 

Por fim, para maior segurança, a conduta mais indicada corresponde à busca por profissionais capacitados. Seja para a remoção ou manutenção, pelo menos a explicação sobre o mistério do crescimento tardio dos sisos está, finalmente, solucionado!