Edição nº 1088 21.09 Ver ediçõs anteriores

O megaataque hacker

O megaataque hacker

A Equifax, uma das três maiores empresas de gestão de crédito dos Estados Unidos, foi vítima de um gigantesco ataque hacker que expôs os dados de 143 milhões de pessoas. A invasão ocorreu ainda no mês de julho, mas só foi revelada no início de setembro pela própria companhia. Os criminosos exploraram falhas de segurança nos bancos de dados da empresa e conseguiram acesso a nomes, datas de nascimento, endereços e números de carteiras de motoristas. Além disso, 203 mil pessoas tiveram seus dados de cartões de crédito roubados, enquanto 182 mil consumidores viram seus documentos pessoais caírem na mão dos hackers. Para piorar a situação da Equifax, três executivos da empresa, incluindo o diretor financeiro John Gamble, venderam as ações que possuíam da companhia por cerca de US$ 1,8 milhão dias após o ataque, bem antes de notificarem os consumidores. O caso está sendo investigado nos Estados Unidos.

(Nota publicada na Edição 1036 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Sabotagem na Amazon

A Amazon está investigando um possível caso de sabotagem de seus serviços. De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, a [...]

Liderança roxa

A Nubank é a startup brasileira melhor colocada em um levantamento feito pela rede social LinkedIn. O estudo, divulgado na terça-feira [...]

Resposta instantânea

Mariano Gomide, co-CEO da VTEX, desenvolvedora de soluções de computação em nuvem para e-commerces

Sinal ruim

As vendas de celulares no Brasil caíram no primeiro semestre do ano. De acordo com a consultoria IDC, foram vendidos 24,1 milhões de [...]

Turista espacial

O empresário japonês Yusaku Maezawa é o primeiro cliente da SpaceX, empresa de exploração espacial do bilionário Elon Musk. Com fortuna [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.