Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

O mea culpa do Google

Demorou, mas o Vale do Silício parece estar finalmente tomando atitudes mais rigorosas em relação a casos de assédio. O CEO do Google, Sundar Pichai (primeira imagem) enviou na semana passada uma carta para seus funcionários informando que a companhia criou um site com ferramentas de denúncia e recursos para o atendimento e aconselhamento das vítimas. Outra iniciativa da empresa será promover um treinamento obrigatório sobre assédio sexual. As medidas chegam após um escândalo recente causar abalos sísmicos na reputação da gigante das buscas. Uma reportagem do jornal The New York Times revelou que a empresa acobertou três denúncias de assédio sexual envolvendo Andy Rubin (segunda imagem), criador do sistema operacional Android. Em um dos episódios, em 2013, ele teria forçado uma funcionária a ter relações sexuais. O caso chegou ao conhecimento de Larry Page, o todo-poderoso da Alphabet, holding que controla o Google. Ciente disso, o engenheiro teria sido forçado a renunciar ao cargo, o que aconteceu em 2014,mas não sem antes receber uma bonificação de US$ 90 milhões pelos serviços prestados.

(Nota publicada na Edição 1096 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Millenials têm fome de quê?

Pesquisa da CB Insights acaba de lançar uma relação de segmentos econômicos que caíram (ou têm caído) no gosto da geração nascida [...]

Spotify pode ser compartilhado no Snapchat

Marca global do mundo da música, o Spotify agora permitirá que você faça compartilhamentos pelo Snapchat. Ao clicar no ícone, o [...]

Mundo é dos Apps

(Nota publicada na Edição 1138 da Revista Dinheiro)

Mukesh: revolucionário

Cara mais rico da Índia, com fortuna estimada em US$ 47,8 bilhões pela Forbes, Mukesh Ambani quer revolucionar a base de usuários de internet no país. Ele anunciou que dará um aparelho de TV 4K (com resolução quatro vezes superior à Full HD) para novos clientes de banda larga na sua empresa de redes móveis, […]

Ubisoft e M.A.C. farão torneio de Just dance

Tradicional player do mundo dos games, a francesa Ubisoft fez uma parceria com a marca de cosméticos M.A.C. As duas vão promover o primeiro campeonato latino-americano de Just Dance, que acontecerá no ano que vem no Brasil. As primeiras classificatórias já foram realizadas por aqui, no Rio de Janeiro e em Salvador. As próximas estão […]

Ver mais