Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

O inferno astral de Elon Musk não tem fim?

O inferno astral de Elon Musk não tem fim?

O empresário Elon Musk vive um inferno astral que parece não ter fim. Nos últimos meses, o fundador da Tesla tem recebido mais atenção da mídia por suas trapalhadas do que pelos feitos de suas companhias. Em julho, o empresário chamou de pedófilo um dos mergulhadores envolvidos no resgate dos 12 garotos de uma caverna da Tailândia. No mês seguinte, ele afirmou, via Twitter, que poderia fechar o capital da Tesla e entrou no alvo de uma investigação nos EUA por tentar manipular o mercado. Agora, Musk deu uma tragada que custou US$ 3 bilhões em valor de mercado para a fabricante de carros elétricos. Em 7 de setembro, ele foi filmado fumando maconha durante uma entrevista na Califórnia. Pelas leis locais, nenhum crime foi cometido, já que a droga é permitida para uso recreativo na região. Porém, a atitude não pegou bem entre os investidores, que desvalorizaram a companhia em 6%. Desde julho, os episódios envolvendo Musk fizeram com que o valor de mercado da Tesla passasse de US$ 63 bilhões para US$ 49 bilhões.

(Nota publicada na Edição 1087 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Millenials têm fome de quê?

Pesquisa da CB Insights acaba de lançar uma relação de segmentos econômicos que caíram (ou têm caído) no gosto da geração nascida [...]

Spotify pode ser compartilhado no Snapchat

Marca global do mundo da música, o Spotify agora permitirá que você faça compartilhamentos pelo Snapchat. Ao clicar no ícone, o [...]

Mundo é dos Apps

(Nota publicada na Edição 1138 da Revista Dinheiro)

Mukesh: revolucionário

Cara mais rico da Índia, com fortuna estimada em US$ 47,8 bilhões pela Forbes, Mukesh Ambani quer revolucionar a base de usuários de internet no país. Ele anunciou que dará um aparelho de TV 4K (com resolução quatro vezes superior à Full HD) para novos clientes de banda larga na sua empresa de redes móveis, […]

Ubisoft e M.A.C. farão torneio de Just dance

Tradicional player do mundo dos games, a francesa Ubisoft fez uma parceria com a marca de cosméticos M.A.C. As duas vão promover o primeiro campeonato latino-americano de Just Dance, que acontecerá no ano que vem no Brasil. As primeiras classificatórias já foram realizadas por aqui, no Rio de Janeiro e em Salvador. As próximas estão […]

Ver mais