Geral

O impacto do Pix para bancos e meios de pagamento

Crédito: Reprodução/Banco Central

O Pix deve reduzir as operações via DOC e TED (Crédito: Reprodução/Banco Central)

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central lançado hoje, promete um serviço mais rápido de transferências, 24 horas por dia e sem taxas de transferência, o que deve impactar os bancos e empresas de pagamento.

A tecnologia deve reduzir a quantidade de operações via DOC e TED, que são cobradas pelas instituições financeiras, mas não promete diminuir consideravelmente as receitas de bancos.

+ É hoje: saiba tudo sobre o Pix e facilite sua vida
+ Pix, novo sistema de pagamento, entra no ar

Um exemplo disso é o Itaú Unibanco, em que as taxas de TEDs e DOCs representam menos de 1% da receita de serviços do banco. Além disso, o Pix vai refletir num aumento em pessoas bancarizadas, segundo o CEO do Itaú, Candido Bracher, em entrevista para a Exame.

Outro aspecto é a redução do uso de dinheiro físico com o Pix. De acordo com o Banco Central, as instituições financeiras gastam cerca de R$ 10 bilhões por ano com transporte, guarda de numerário e despesas com segurança.

Empresas de pagamento

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Com a chegada do novo sistema, as empresas de meios de pagamento, que operam com maquininhas de cartão, também podem sofrer um impacto. Um levantamento realizado pela consultoria alemã Roland Berger, e divulgado pela Exame, aponta que o mercado de adquirência – empresas de serviços financeiros que fazem a intermediação de pagamentos realizados com cartões de crédito e de débito –  pode deixar de arrecadar até R$ 13 bilhões por ano em receitas com o lançamento do Pix. A projeção considera apenas o sucesso absoluto do Pix, a ponto de substituir o uso de cartões de débito e maquininhas.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel