O homem que entregava dados

O homem que entregava dados

O Parlamento Britânico acusa o Facebook de ceder dados de usuários da rede social para terceiros. As informações teriam sido repassadas em e-mails trocados por funcionários entre 2012 e 2015. De acordo com o jornal americano The New York Times, entre as companhias beneficiadas pela prática estão o serviço de compartilhamento de hospedagens Airbnb e a plataforma de streaming Netflix. Além disso, a empresa de Mark Zuckerberg também cogitou restringir o acesso de desenvolvedores de
aplicativos a alguns dados da plataforma. Isso só não seria feito caso essas empresas concordassem em expor propagandas de seus serviços no Facebook. Em resposta as acusações, Zuckerberg admitiu que existiram “muitas conversas internas
sobre as sobre as várias maneiras pelas quais poderíamos construir um modelo de negócios sustentável para nossa plataforma”, mas negou que tenha comercializado informações pessoais de seus usuários com terceiros.

(Nota publicada na Edição 1100 da Revista Dinheiro)

 


Mais posts

Se beber, não case. Se for casar, divirta-se

Organizar uma despedida de solteiro — ou de solteira — é mais uma tarefa que preocupa e atrapalha as pessoas que estão prestes a dizer [...]

Microsoft apoia empreendedorismo feminino no Brasil

As mulheres ainda não têm presença marcante no empreendedorismo digital – e isso não é segredo para ninguém. Elas são apenas 15,7% dos [...]

Celular, o preferido dos americanos para notícias

Cada vez mais usuários de internet leem notícias pelo smartphone, em detrimento de desktop e laptop. Pelo menos entre os [...]

Tubi, na Amazon

A plataforma de streaming de video Tubi agora está disponível nos dispositivos Amazon Echo Show. Claro, por enquanto, nos EUA. É o primeiro serviço de vídeo gratuito (financiado por anúncios) oferecido no streaming da Amazon. Agora, o usuário americano manda o Alexa – comando de voz do mega e-commerce – passar o filme. O Tubi […]

Sustômetro

O guia Mozilla dos dispositivos mais “assustadores” começa com esta pergunta: “O quão assustador (creepy) é aquele alto-falante [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.