Política

O Globo: PSDB deve ficar com a relatoria da reforma da Previdência em comissão especial

O centrão liderado por PP e PR abriu mão da ideia de colocar o PSL na relatoria da reforma e escolheu o partido tucano para liderar o processo

O Globo: PSDB deve ficar com a relatoria da reforma da Previdência em comissão especial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, debate a reforma da Previdência (PEC 6/19).

A relatoria da reforma de Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados deve ficar com o PSDB, segundo o jornal O Globo. Com um cenário cada vez mais conturbado, o centrão liderado por PP e PR abriu mão da ideia inicial de colocar o PSL na relatoria e escolheu o partido tucano para liderar o processo. Os deputados Eduardo Cury (SP) e Paulo Abi-Ackel (MG) são os favoritos para o posto.

Rodrigo Maia (DEM-RJ) já declarou que pretende discutir o nome do relator com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que recebeu bem as sugestões de nome. Enquanto Cury tem perfil mais técnico, e Abi-Ackel é próximo do secretário especial da Previdência, Rogério Marinho.

Apesar de não fazer parte do centrão, o grupo enxerga o PSDB com bons olhos, uma vez que o partido é signatário de um documento que defende a retirada do texto de alterações na aposentadoria rural e do processo de desconstitucionalização, além da retirada da Constituição de alguns itens da Previdência para facilitar mudanças futuras. Os tucanos também foram os primeiros a se pronunciar contra o benefício de prestação continuada (BPC).

Mesmo bem cotado, o PSDB não tem consenso se deve ou não assumir a dianteira na pauta. Um lado defende que um tucano na relatoria faria com que a legenda voltasse a ter certo protagonismo, enquanto outra ala acredita que ao assumir a reforma da Previdência aumentaria ainda mais o desgaste do partido, uma vez que é uma pauta impopular.