Farol DINHEIRO

O fim dos corretores de imóveis

O fim dos corretores de imóveis

Cidade de São Paulo vista do Alto. Foto: Rafael Neddermeyer/

Há alguns anos, quando o publicitário Luciano Amado atuava em empresas do mercado imobiliário, como a Bossa Nova e Coelho da Fonseca, sempre se pegava refletindo sobre o futuro deste segmento: num mundo disruptivo, haveria espaço para os jurássicos corretores de imóveis?

Foi pensando nisso que Amado criou a Hubbers, uma plataforma de venda e compra de imóveis sem intermediários. O negócio não funciona com comissão de venda e sim a partir de uma mensalidade paga pelo cliente, que varia entre R$ 128,00 e R$ 198,00, de acordo com o valor do imóvel.

O que o cliente recebe em troca do pagamento mensal? Logo após o cadastro no portal, uma equipe profissional produz fotos de alta qualidade e um vídeo, que simula a experiência de visitar o imóvel. Este vídeo é publicado no site da Hubbers, que também coloca à disposição do vendedor uma equipe de suporte com especialistas para que a transação seja segura e eficiente.

Em apenas uma semana de operação, sem fazer nenhum alarde, a Hubbers já amealhou 200 clientes.