Economia

O enredo da tragédia

Os livros e filmes para entender a quebra do Lehman Brothers e seus desdobramentos para a economia mundial

FILMES

1 – Grande demais para quebrar (2011)

O filme dirigido por Curtis Hanson e exibido pela HBO retrata as tratativas entre o Dick Fuld, CEO do Lehman Brothers, e Henry Paulson, secretário do Tesouro americano, para salvar o banco da falência. O megainvestidor Warren Buffet e banqueiros do JPMorgan Chase, Goldman Sachs, Morgan Stanley, Merrill Lynch, Citigroup e Barclays foram cogitados como possíveis salvadores do Lehman, mas esses acordos não avançaram, obrigando um dos maiores bancos do país a entrar com pedido de falência em 15 de setembro. A data marca o início da crise financeira global.

2 – A Grande Aposta (2015)

No longa-metragem, Michael Burry, gestor de um fundo de investimentos, ganha milhões ao prever o colapso do mercado imobiliário americano, algo até então impensável. Sua aposta chama a atenção do corretor Jared Vennett, que passa a oferecer essa tese de investimentos a seus clientes, entre eles, Mark Baum, dono de uma corretora. Paralelamente, a película mostra outros dois iniciantes na bolsa seguindo os mesmos passos. Baseado no livro “A Jogada do Século”, de Michael Lewis, o filme ganhou o Oscar de melhor roteiro adaptado em 2016.

 

LIVROS

1. À Beira do Abismo Financeiro

Livro escrito por Henry Paulson, ex-secretário do Tesouro do EUA. A obra traz um relato sobre os acontecimentos que contribuíram para o estouro da crise, além de contar os bastidores das operações do governo americano para impedir a falência dos bancos.

2. Age of Greed

O jornalista Jeff Madrick analisa no livro Age Of Greed (Era da Ganância na tradução para o português) a política americana desde 1960 e como algumas medidas econômicas culminaram no colapso de 2008. O autor relaciona a busca pela riqueza pessoal, disfarçada de livre mercado, com a desigualdade social.

3. O Mapa e o Território

Alan Greenspan comandou o Federal Reserve (Fed), o banco central americano, de 1987 até 2006, e foi duramente criticado pela sua gestão “frouxa”. No livro, ele mostra os motivos de o mercado não ter previsto a crise e oferece um guia sobre como o sistema econômico pode aprimorar suas projeções.

4. The courage to Act

No livro The Courage To Act (A coragem para agir na tradução para o português), o autor Ben Bernanke conta os bastidores do período que antecedeu a crise de 2008 e as medidas tomadas por ele para recuperar a economia. Ele comandou o Fed de 2006 a 2014, nos piores anos da economia americana.


Confira as demais matérias do Especial “10 anos de crise”:

Os dez anos da crise global 2008 – 2018
A falência que mudou o mundo
O colapso das empresas
O bombeiro da crise
Trump afrouxa as engrenagens