Sustentabilidade

O dilema do alumínio

Crédito: Divulgação

Enquanto o mundo luta para reduzir a emissão de carbono, o consumo de alumínio deve crescer 80% até 2050. Para conciliar as duas tendências, a CBA aposta na economia circular. Segundo Leandro Campos de Faria, Gerente Geral de Sustentabilidade da companhia, ainda estão disponíveis 75% de alumínio do mundo para a reciclagem.

Visando aumentar o porcentual de materiais usados em alguns de seus produtos, a empresa está ampliando a capacidade de produção da Metalex, unidade exclusiva para a reciclagem, de 75 mil para 90 mil toneladas, e adquiriu 80% da Alux, também especializada no processo, por R$ 110 milhões.

(Nota publicada na edição 1274 da Revista Dinheiro)