O brasileiro demora para relaxar nas férias

O brasileiro demora para relaxar nas férias

Os brasileiros não param. Apesar de viverem num dos países com mais feriados no calendário anual, eles dificilmente conseguem tempo para descansar. Esse, pelo menos, é o diagnóstico da pesquisa “Férias Marcadas”, realizada em setembro deste ano pela consultoria global Northstar e divulgada pela Expedia. Enquanto mais da metade das pessoas ao redor do mundo (58%) precisam de pouco mais de um dia completo para se sentirem relaxados, no Brasil, uma parte significativa (20%) só consegue se desligar completamente depois de uma semana de repouso. Isso porque vários trabalhadores usam suas férias para resolver tarefas pendentes. No Brasil, esse número é de 84%, enquanto a média global é de 67%. O estudo ouviu 11.150 pessoas na América do Norte, Europa, América do Sul e Ásia-Pacífico.

(Nota publicada na Edição 1098 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Transição Verde

A Comissão Europeia anunciou que investirá mais de R$ 60 bilhões nos próximos anos para reduzir as emissões de carbono e incentivar a [...]

Brasil pode ter mais emissões na pandemia

Com a pandemia gerada pela Covid-19 e consequentemente a recessão global, as emissões de gases de efeito estufa deverão recuar [...]

Tintos, brancos e rosés mais verdes

Vinhos da região do Alentejo, em Portugal, estão se destacando dos demais por um “selo” de produção sustentável. O Programa [...]

Parques para todas e todos

Uma parceria entre o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops) e o Instituto Semeia e foi apoiado pela ONU [...]

Cápsulas de café em alumínio reciclado

A Nespresso, marca pioneira no mercado de cafés porcionados, anuncia que suas cápsulas serão produzidas com 80% de alumínio reciclado e [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.