Live da Dinheiro

“O Brasil precisa se juntar para avançar”, diz Ricardo Neves, CEO da Everis Brasil

Crédito: Rodrigo Capote

SÃO PAULO, SP, BRASIL, 14-04-2020 : RICARDO NEVES - CEO DA EVERIS. (Foto: Rodrigo Capote) (Crédito: Rodrigo Capote)

O executivo Ricardo Neves, CEO da Everis Brasil, participou da live da IstoÉ Dinheiro nesta quinta-feira (13). A empresa dirigida por ele é uma multinacional de consultoria, pertencente ao grupo japonês e espanhol da NTT DATA, que oferece soluções de estratégia e de negócios, desenvolvimento e manutenção de aplicações tecnológicas e serviços de terceirização para os setores de bancos, seguros, telecomunicações, indústria e governo. É a sexta empresa de serviços de TI no mundo.

Na entrevista, Neves falou sobre o mundo dos negócios em tempos de crise sanitária do coronavírus e fez uma análise do ambiente de economia e trabalho no pós-pandemia. “A grande lição que aprendemos com a pandemia é acabar com o paradigma que a gente tem de ficar fisicamente ao lado das pessoas para estarmos próximos”, diz.

+ “O mapa da mina é ouvir as pessoas”, afirma Rapha Avellar, fundador da Adventures, Inc
+ “O uso da tecnologia no ambiente jurídico não tem mais volta”, afirma Maia, da TIKAL TECH

Bacharel em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco, com passagem por empresas como PwC, da qual ele ficou por cerca de 30 anos, e IBM, Ricardo Neves é o primeiro executivo brasileiro a ocupar a posição na operação da Everis no País.

A empresa busca soluções voltadas para inovação dos negócios, envolvendo planejamento estratégico, criação de novos modelos de negócios, reengenharia de processos e gestão de mudança.

Ele assumiu o comando da empresa dois meses antes de estourar a crise mundial do covid, que ceifou a vida de centenas de milhares de pessoas e negócios pelo mundo. “Liderar nas incertezas e trabalhar com valores”, acredita.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

No bate-papo, o executivo disse que o grande desafio dele é dar continuidade ao forte crescimento da participação de mercado da empresa.

Sua missão inclui o consistente avanço do valor agregado do portfólio de serviços de transformação digital prestados aos clientes da Everis no Brasil.

No entanto, o CEO vê com preocupação a baixa qualificação das pessoas no uso das tecnologia, o que para ele, é um problema global. “O grande desafio será acelerar a velocidade da qualificação das pessoas entre as novas habilidades”, argumenta.

“Num país como o Brasil, com milhões de desempregados, temos 500 vagas em aberto e não encontramos gente para ocupá-las. O Brasil precisa se juntar para avançar”, alerta.

Ainda na conversa, o CEO da Everis analisou o futuro do mercado de trabalho sob o ponto de vista do home office e a flexibilidade nas formas de desempenhar a labuta – “o que vem por aí são relações de trabalho híbridas, mais flexíveis”; Neves também tratou dos temas como capital humano e diversidade.

“Em problemas complexos, você precisa de diferentes perspectivas. O talento não tem cor, orientação sexual ou idade”, avalia.

Ricardo Neves acredita que o processo de digitalização imposto pelo distanciamento social refletirá, no pós-pandemia, em um avanço social sem precedentes. “A tecnologia vai trazer muitas novas ocupações, muitas que sequer existem ainda. A gente não volta mais ao que era”, conclui.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel