Edição nº 1121 17.05 Ver ediçõs anteriores

O adeus a Gianfranco Soldera

Considerado um dos melhores produtores de Brunello di Montalcino, Soldera era um purista, seguidor das práticas de cultivo natural, sem químicos ou grandes tecnologias

O adeus a Gianfranco Soldera

Polêmico e genial, o produtor italiano Gianfranco Soldera faleceu neste final de semana. Aos 82 anos, ele teve um ataque cardíaco enquanto dirigia na estrada municipal Santa Restituta, em Montalcino, Itália. Considerado um dos melhores produtores de Brunello di Montalcino, Soldera era um purista, seguidor das práticas de cultivo natural, sem químicos ou grandes tecnologias (seu vinho amadurece em grandes tóneis de carvalho da Eslavônia, sem controle de temperatura, por exemplo), e amante da uva sangiovese.

Ao longo de quase 50 anos de viticultura, ele conquistou reconhecimento e uma legião de fãs. Soldera chegou à Toscana em 1972, quando comprou a fazenda Case Basse, uma propriedade com 23 hectares, atualmente 6,5 hectares deles cultivados com vinhas. Dois episódios são marcantes na sua história. Primeiro, ele foi um dos maiores críticos ao plantio de outras uvas, que não a sangiovese, na região. Em 2008, em um escândalo batizado de Brunellogate, foi descoberto que produtores mesclavam à potente cabernetsauvignon com a sangiovese na elaboração de seus brunellos.

O segundo episódio ocorreu em 2012. Um ex-funcionário entrou na vinícola em uma noite de domingo e abriu as tampas das barricas que guardavam as safras de 2007 a 2012 dos vinhedos. Ao todo, foram para o ralo 626 hectolitros de vinho.

Faleceu neste final de semana.


Mais posts

A importância crescente do enoturismo

A francesa Alice Tourbier, do Les Sources de Caudalie, é o principal destaque do Invino Wine Travel Summit, que acontece nesta [...]

Brasil e Chile fazem acordo de equivalência para produtos orgânicos

Os dois países vão reconhecer a certificação válida no país de origem

Por que a Salton é a marca número 1 de vinho do Brasil?

Pesquisa da inglesa Wine Intelligence aponta que a vinícola é a marca de vinhos mais forte no País

Mulheres e vinho: a presença crescente das sommelières no Brasil

Annas, Gabrielas, Jô, Marias, Julianas são exemplos de mulheres que estão escrevendo a história do serviço do vinho em nosso país

Viviana Navarrete e os desafios das mulheres nas vinícolas chilenas

Principal enóloga da Viña Leyda, ela conta como venceu os desafios para chegar à liderança após muito trabalho, dedicação e perseverança,
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.