Agronegócio

Nova nuvem de gafanhotos é identificada na fronteira do Brasil, diz governo argentino

Crédito: Arquivo / Embrapa

Os insetos estão nas cidades de Campo Viera e Itacaruaré (Crédito: Arquivo / Embrapa)

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa), órgão do governo da Argentina, alertou que uma nova nuvem de gafanhotos pode chegar ao Brasil. Os insetos estão nas cidades de Campo Viera e Itacaruaré, divisas com as cidades brasileiras de Rincão Vermelho e Porto Xavier, no Rio Grande do Sul.

Desde junho, a entidade tem acompanhado a formação de nuvens do inseto na fronteira com o Estado do Rio Grande do Sul. Na época, o
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) chegou a traçar diretrizes para lidar com o problema caso os gafanhotos chegassem, de fato, ao Brasil.

+ Feromônio irresistível causa infestação de gafanhotos, diz estudo

Segundo avaliações do Senasa, a espécie de agora é diferente. Esses gafanhotos são principalmente do gênero Zoniopoda e da espécie Chromacris speciosa e não tem característica de realizar grandes voos. Geralmente, o movimento migratório dos insetos é impulsionado por ondas de calor. A eventual chegada dos insetos poderia afetar áreas de culturas, plantações e pastagens.

Os dois países estão monitorando o deslocamento dos insetos e o Senasa solicitou aos produtores que relatem imediatamente a detecção ou suspeita da presença do inseto em seus campos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel